Jovem que estava em distribuidora e foi baleada por engano morre em hospital de Goiânia

Crime ocorreu no último final de semana e ela estava internada no HUGO em estado grave

Emilly Viana -
Marisa Tomaz estava no estabelecimento quando os disparos foram efetuados. (Foto: Reprodução / Facebook)

Um tiroteio em uma distribuidora de bebidas de Niquelândia, no último fim de semana, teve a segunda vítima fatal neste sábado (04). Marisa da Silva Souza Tomaz, de 22 anos, morreu após ter sido atingida por engano pelos disparos.

A vítima estava Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO), para onde foi encaminhada devido à gravidade dos seus ferimentos.

O estado grave da jovem foi verificado pelos bombeiros, que fizeram os primeiros atendimentos, e pela equipe do Hospital Municipal Santa Efigênia, responsável pelo encaminhamento à capital.

Além de Marisa, Cleverson da Silva Santos, também de 22 anos, foi morto na calçada do estabelecimento. O rapaz é um dos envolvidos na troca de tiros e, segundo as investigações, possuía passagem pela polícia por tráfico de drogas.

O tiroteio teria começado depois de os autores terem discutido com Cleverson na distribuidora. Em depoimento, um dos suspeitos alegou que Cleverson atirou contra ele antes da confusão generalizada. O homem então decidiu buscar uma arma de fogo e já chegou no local atirando.

Além dele, a polícia já ouviu mais duas pessoas supostamente responsáveis pelos disparos. Até o momento, nenhum dos três foi preso. O caso segue em investigação pela Polícia Civil.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade