Para fazer frente à Araguarina, Buser realiza viagens diretas entre Anápolis e Goiânia

Ônibus saem de posto no bairro Jundiaí e têm destino final no Jardim Goiás, na capital. Trajeto de volta é feito pela startup com embarque e desembarque nos mesmos pontos

Danilo Boaventura -
Passageiro embarcando em ônibus da Buser. (Foto: Divulgação )

Uma das startups de mobilidade que mais crescem no país, a Buser passou a realizar viagens diretas no itinerário Anápolis/Goiânia.

A novidade ajuda a fazer frente ao reajuste abusivo da tarifa cobrada pela Viação Araguarina, que em maio saltou de R$ 10,40 para R$ 13,20.

Além de mais confortáveis, uma vez que operam na lógica dos ônibus de turismo, os veículos da Buser cobrarão no máximo R$ 9,65 pelo semi-leito.

As passagens, no entanto, só podem ser compradas pela internet ou pelo aplicativo da Buser e as viagens partem sempre do Posto K42 (Corujão), na Avenida São Francisco, no Jundiaí, em horários fixos entre 01h20 e 22h.

Itinerário inverso

Já em Goiânia, os rosinhas saem do Restaurante Capim Dourado, no Jardim Goiás, em horários similares para Anápolis.

Mais concorrência

Vale lembrar que a Evolução Transportes também faz viagens entre Anápolis e a capital, cobrando o valor de R$ 10,50 pelo itinerário entre as duas cidades.

Além de mais baratos que os semiurbanos da Araguarina, os ônibus da concorrência possuem poltrona estofada e ar-condicionado.

Conscientização

A partir desta segunda-feira (06), a APAE Anápolis realiza na cidade ações de conscientização sobre a importância do chamado “teste do pezinho”.

Obrigatório, o exame é precisa ser feito em todos os recém-nascido entre o 3º e o 5° dia de vida.

As abordagens ocorrerão a partir das 08h30 no cruzamento das ruas Engenheiro Portela e Barão do Rio Branco, no Centro.

Nota 10

Para a Nobel, que depois da Expoana trouxe a dupla Henrique e Juliano nesse final de semana e já confirmou show com Hugo e Guilherme em agosto. Além de movimentar a cidade com entretenimento, as apresentações aquecem também outros setores da economia, como o hoteleiro, da beleza, vestuário e transporte.

Nota Zero

Para a Prefeitura de Goiânia, que inaugurou recentemente o viaduto da Enel e o Complexo Viário Jamel Cecílio sem levar em consideração que pedestres também precisam em segurança passar por esses locais. O problema, assim como a falta de ciclovias e padronização de calçadas na capital, é destaque no Portal 6 nesta segunda-feira (06).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade