Garotinho autista chega em escola cheio de machucados após apanhar com corda de varal

Professores é que perceberam que algo estava errado e principal suspeito já confessou tudo

Da Redação -
Polícia investiga se agressões eram frequentes ou se foi caso isolado. (Foto: Reprodução / TV Anhanguera)

A Polícia Civil de Rio Verde iniciou uma investigação para apurar uma agressão contra um menino de 07 anos, diagnosticado com o transtorno do espectro autista, que teria apanhado com uma corda de varal. O principal suspeito é o pai dele.

A denúncia foi feita às autoridades pelos professores da criança, nesta quarta-feira (08), que notaram as lesões deixadas no corpo dele pelo material de nylon.

O laudo do exame de corpo de delito, que avalia a gravidade dos machucados, ainda não foi concluído. A PC afirma que precisa dos resultados para dar andamento às investigações, mas que apura a ocorrência como lesão corporal.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Maurício Santana, o pai assumiu durante depoimento que bateu no menino. As agressões teriam sido motivadas por desaprovação do comportamento da criança por ficar muito tempo na rua.

Por recomendação do Conselho Tutelar, a vítima foi encaminhada para um abrigo temporário. Antes, ele morava com a tia que possuía a guarda. Porém, passou a residir com o pai logo que o homem saiu da cadeia.

Além dos professores, outras testemunhas deverão ser ouvidas na apuração. O objetivo dos investigadores é confirmar se a ação foi um fato isolado ou se os danos físicos são frequentes.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade