Homem que zombava da Justiça brasileira é preso nos EUA a pedido de delegada goiana

Ele está à disposição das autoridades de Goiás e aguarda o processo legal para ser deportado

Pedro Hara -
Pedido de prisão foi da Delegacia de Quirinópolis. (Foto: Reprodução/Google Street View)

Morador dos Estados Unidos, Thiago Mendes Cabral, que não teve a idade revelada, foi preso pela Interpol, no domingo (12).

O pedido foi feito pela Delegacia de Polícia de Quirinópolis. Ele é investigado por praticar diversos crimes entre os anos de 2020 e 2021. Alguns dos delitos cometidos por Thiago são: injúria, calúnia, difamação e ameaça.

Responsável pela investigação do caso, a delegada Camila Simões informou que o homem realizava os ataques por meio de um aplicativo de mensagens.

“O autor vai responder pelos crimes de injúria, calúnia, difamação, ameaça e injúria qualificada pelo preconceito racial e homofóbico. Todos eles possuem aumento de pena por terem sido praticados na presença de várias pessoas e em meio que facilita a propagação das ofensas”, pontuou.

Por morar nos Estados Unidos, Thiago acreditava que não poderia ser preso pelos crimes que é suspeito de cometer. Além das ofensas, ele mandava mensagens zombando da Justiça brasileira.

“O investigado passou a zombar da Justiça brasileira, dizendo que era cidadão americano, mas possuía apenas o Green Card, que é uma autorização de residência e que jamais seria preso. Ele acreditava ser inatingível pela Justiça brasileira apenas pelo fato de morar no exterior”.

Agora, o suspeito aguarda o processo legal por parte das autoridades brasileiras e estadunidenses para ser deportado de volta ao Brasil.

“Thiago permanece preso nos Estados Unidos até que haja uma definição sobre o pedido de extradição formulado pelo poder Judiciário brasileiro e enviado a Embaixada de Washington por meio do Ministério da Justiça e das Relações Exteriores”, explicou.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade