Namorado que esganou diarista até a morte e jogou corpo na cisterna pode pegar 30 anos de prisão

Suspeito confessou a motivação do crime e deverá responder por vários delitos diferentes

Karina Ribeiro -
Luiza Helena e Francisco Bispo. (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Francisco Joaquim Bispo, que confessou ter matado a namorada, Luiza Helena Pereira, por ciúmes, foi indiciado por feminicídio qualificado. A informação foi divulgada pela Polícia Civil de Aparecida de Goiânia na sexta-feira (24).

O crime ocorreu no início de maio deste ano. Já o homem foi preso no dia 15 do mesmo mês, em Paranã, município localizado em Tocantins.

Durante a captura,  ele confessou ter assassinado Luiza Helena, após uma crise de ciúmes, ocasião em que praticou esganadura na companheira.

À época, o homem indicou o local onde havia escondido o corpo – dentro de uma cisterna em Cristianópolis, município localizado no Sudeste de Goiás.

Francisco foi indiciado por: asfixia, com esganadura no pescoço da vítima, impossibilidade de defesa da vítima e pelo feminicídio. Além disso, também foi indiciado por ocultação de cadáver.

Se condenado, pode pegar uma pena superior a 30 anos de prisão.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade