Goiás tem primeiro caso suspeito de varíola dos macacos

Estado tem duas notificações, mas uma delas já foi descartada após exames laboratoriais

Isabella Valverde -
Doença, segundo especialista, deve ser encarada com alerta no estado. (Foto: Reprodução)

Goiás tem o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos, conforme apontou o informe epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (27) pelo Ministério da Saúde.

De acordo com a pasta, há duas notificações em território goiano. Todavia, uma delas já foi descartada. O outro aguarda resultado de exames laboratoriais.

Os pacientes estão sendo monitorados e a investigação está sendo realizada a partir de coletas para análise em laboratórios específicos.

“Os pacientes seguem em recuperação, sendo monitorados pelas equipes de vigilância em saúde. A investigação dos casos suspeitos está em andamento, e as coletas para análise laboratorial já foram realizadas. Os resultados são aguardados”, aponta o documento.

Atualmente, 80 casos da varíola dos macacos já foram notificados em todo o território brasileiro. Dentre eles, 20 já estão confirmados e os demais seguem aguardando os resultados.

Segundo o Ministério da Saúde se torna um caso suspeito a pessoa que a partir do dia 15 de março de 2022, começar a apresentar um início súbito de erupção cutânea aguda sugestiva em qualquer parte do corpo. Outros sintomas da doença são febre e o inchaço dos gânglios (linfonodos).

Ainda segundo a pasta, o indivíduo que apresentar suspeita da doença deve se manter em isolamento e realizar coletas de amostras clínicas para o diagnóstico.

O ministério orienta que o atendimento inicial seja realizado em alguma Unidade Básica de Saúde (UBS) da Atenção Primária. Caso o paciente apresente sinais de gravidade, é indicado a internação hospitalar para acompanhamento e tratamento adequado.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.