Idoso que vivia como escravo em fazenda de Pirenópolis é resgatado pela Polícia Militar

Único pagamento que ele recebia era comida e militares o encontraram cheio de feridas

Pedro Hara -
Idoso foi resgatado após quatro anos trabalhando no mesmo local. (Foto: Reprodução)

Um idoso de 61 foi resgatado pela Polícia Militar (PM) trabalhando de maneira análoga a escravidão, na zona rural de Pirenópolis. O Portal 6 apurou que a corporação foi acionada após uma denúncia anônima no sábado (25).

Para a PM, o homem afirmou que trabalhava há cerca de 04 anos na propriedade, fazendo serviços de roçagem e cuidando dos animais. Durante o período, ele recebeu apenas alimentação como pagamento.

Os militares observaram que o idoso vivia em um celeiro, juntamente com rações, selas, moedor de cana e ferramentas que eram usadas para desempenhar o serviço que executava.

Ele tomava banho em uma torneia do lado instalada do lado de fora do “quarto” onde morava e realizava as necessidades atrás do curral da propriedade.

O responsável do imóvel foi identificado como sendo um homem de 42 anos. Aos policiais, ele afirmou que deixou o idoso pediu para morar no local e permitiu.

Com o dono da fazenda foram encontrados 49 munições de calibre 22, não possuindo autorização para mantê-las na propriedade.

Diante dos fatos, o homem foi preso e encaminhado para a Central de Flagrantes em Anápolis. Já o idoso foi levado para o Hospital Municipal de Pirenópolis, com feridas expostas na face.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.