Governo Federal quer liberar auxílio Pix para ajudar no combustível; veja quem tem direito

Contemplados vão poder receber cerca de R$ 1 mil com a aprovação do projeto

Isabella Valverde -
Governo Federal quer liberar auxílio Pix para ajudar no combustível; veja quem tem direito
Apenas caminhoneiros autônomos terão direito de receber o benefício. (Foto: Reprodução)

Diante dos crescentes aumentos nas bombas de combustíveis, o Governo Federal quer liberar um auxílio Pix para poder ajudar os trabalhadores brasileiros com o combustível.

Beneficiários vão poder receber cerca de R$ 1 mil para pagar pelo combustível caso o programa seja votado e aprovado no Congresso.

Porém, como 2022 é um ano eleitoral, a administração pública só pode distribuir benefícios para a população no caso específico de estado de emergência.

Mas, com os crescentes aumentos dos combustíveis e uma possibilidade de greve dos caminhoneiros, o Governo Federal deseja tentar instituir esta emergência juntamente com a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que permitiria os novos gastos com auxílio.

Para que se torne viável para seguir adiante, agora é necessário que tudo seja votado no Senado e na Câmara Federal.

Governo Federal quer liberar auxílio Pix para ajudar no combustível; veja quem tem direito

O programa conhecido como “Pix caminhoneiro” possui o objetivo de ajudar os profissionais da classe na hora de colocar o combustível, ofertando uma quantia de R$ 1 mil até dezembro deste ano.

Por enquanto, o Governo ainda está realizando o levantamento dos dados para saber a quantidade exata de beneficiários, mas a estimativa está entre 650 mil e 900 mil trabalhadores.

Se aprovado, o valor será distribuído apenas para os caminhoneiros autônomos que não possuem nenhum registro formal de trabalho terão direito de receber o benefício.

Levando em consideração os demais programas que oferecem auxílio à população, acredita-se que o candidato ao Pix caminhoneiro também terá que ser cadastrado no Cadúnico, assim como seguir todos os outros critérios definidos.

Além disso, existe a possibilidade de que o trabalhador não possa acumular este com outros benefícios.

A expectativa do ministro da economia, Paulo Guedes, é de que o auxílio possa contribuir para a redução de até 20% do custo médio da gasolina para os profissionais da área.

No entanto, como o programa ainda não foi aprovado como deveria, tudo está apenas no plano da hipótese, podendo ou não haver mudanças após a aprovação.

Siga o Portal 6 no Instagram: @portal6noticias e fique por dentro de todas as novidades!

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.