Vídeo mostra homem que matou policial em Goiânia transtornado após colocar arma na cabeça da namorada

Gravação foi feita pela própria vítima, que temia também pela vida do filho do casal. Felipe Gabriel permanece foragido

Da Redação -
Felipe Gabriel Jardim foi denunciado. (Foto: Reprodução/Redes sociais)

Vídeo obtido pelo Portal 6 mostra o momento que Felipe Gabriel Jardim, apontado como assassino de João do Rosário Leão, de 63 anos, em uma farmácia de Goiânia, faz ameaças à namorada Kênnia Yanka e à família dela.

As imagens foram gravadas pela própria companheira, logo depois dele ter apontado a arma para a cabeça dela. Ela registrou um boletim de ocorrência contra ele por ameaça na segunda-feira (27), antes do crime.

No vídeo, Felipe Gabriel diz, gritando e em tom ameaçador, que vai “matar todo mundo” antes que ele seja denunciado.

“Pode me denunciar, pode vir me matar que eu vou matar todo mundo antes disso. Eu mato todo mundo. Não estou nem aí. É melhor cada um no seu canto, sem mexer com ninguém, porque se mexer comigo um fio, eu mato seu filho, eu mato todo mundo”, afirmou.

Relato na polícia

À polícia, ela contou que ele já fez ameaças de morte à ela e também a agrediu verbal e fisicamente. Até mesmo o filho dela, de apenas 04 anos, foi ameaçado pelo homem.

Ela relatou ainda que, no sábado (25), à noite, eles foram à festa junina da escola da criança e o pai dela e o suspeito discutiram no local. Foi quando ele disse que iria matá-lo.

Felipe Gabriel matou o pai da namorada duas horas depois que descobriu que foi denunciado na Polícia Civil.

O suspeito é procurado pela polícia, mas ainda não foi encontrado. Nesta terça-feira (28), o advogado dele se apresentou à delegacia e afirmou que ele quer responder o processo em liberdade, pois estava em surto psicológico e nunca fez mal a ninguém.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.