Espera para conseguir consulta com especialista no Ipasgo demora mais de um ano

Demora fere direitos do consumidor e deve ser denunciada à ANS, explica advogada

Emilly Viana -
Fachada do Ipasgo, em Goiânia. (Foto: Divulgação/Ipasgo)

Os atendimentos eletivos no Instituto de Assistência dos Servidores Públicos do Estado de Goiás (Ipasgo) podem demorar, de acordo com a especialidade, até mais de um ano para serem agendados. Tais consultas, apesar de não caracterizarem urgência ou emergência, são consideradas pelo Ministério da Saúde parte essencial do acesso à saúde.

É o caso do beneficiário que necessitar da avaliação de um endocrinologista em Goiânia. A especialidade, inclusive, é citada como uma das fundamentais na identificação e tratamento de sintomas pós Covid-19. Até esta quarta-feira (06), porém, só havia vaga para 07 de julho de 2023.

Também chama a atenção o cronograma de agendamento para clínica geral em odontologia. Na última terça-feira (05), o sistema apontava somente um horário para 03 de outubro deste ano. Porém, no dia seguinte, já não havia agenda nem previsão de nova disponibilidade.

Outras especialidades pesquisadas no sistema de agendamento de consulta do instituto também não têm indicação de data para assistência. É a situação de quem precisa da avaliação de um profissional da reumatologia, angiologia, alergia e pneumologia.

O plano, em sua maioria, atende os servidores públicos municipais e estaduais,  como da Prefeitura de Goiânia, Câmara Municipal, municípios e entidades, como a Universidade Federal de Goiás (UFG), além dos órgãos públicos e Organizações Sociais conveniadas.

Direito

A advogada Caroline Santos, especialista em Direito de Saúde, orienta que, em caso de muita demora no atendimento, o paciente deve enviar um e-mail relatando toda a situação para a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

“A agência vai notificar e verificar o porquê deste problema. O relato é uma ótima ferramenta para pressionar o serviço, pois o plano é cobrado e fica em alerta pela possibilidade de perder a credencial”, explica.

A especialista expõe, ainda, que o paciente pode se consultar fora do plano e pedir a restituição ao órgão. “Em um segundo momento, ele também pode entrar com ação judicial por danos morais e materiais já que, o que não era emergência, pode vir a se tornar uma”, completa.

Veja nota do Ipasgo na íntegra:

 As especialidades de endocrinologia, reumatologia, angiologia, alergia e pneumologia constam no rol de cobertura do Ipasgo e disponíveis aos usuários.
– Em relação às datas de novas consultas, existem prestadores das especialidades de reumatologia, alergia e pneumologia com consultas disponíveis para agosto. Em relação à angiologia, há agenda livre para os próximos dias.
– Algumas das especialidades citadas possuem uma demanda relevante e a maioria necessita de acompanhamento contínuo por longo período, culminando no consumo significativo da agenda destes especialistas.
– Salientamos que cada prestador administra a própria agenda. Por isso, podem ocorrer variações nas datas de liberação de vagas.
– Em relação aos agendamentos com a especialidade de endocrinologia, é necessário que o usuário entre em contato por telefone 0800 62 1919 ou acesse os canais de agendamento na data de liberação da vaga.
– Caso o usuário não acesse os canais de agendamento, como site e aplicativo, e queira agendar no momento da ligação, no atendimento é informado, além das datas de liberação, os prestadores que possuem disponibilidade de vaga.
– Esclarecemos que o Ipasgo, para minimizar a espera do usuário por atendimento, visando aumentar a rede, está realizando o credenciamento de prestadores. Esse processo se encontra em fase final.

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.