Prefeitura ‘banca’ permanência do Mutirama mesmo após solicitação de interdição do MP

Local chegou a sofrer interdição em maio deste ano, após cinco anos do grave acidente com twister

Isabella Valverde -
Entrada do Parque Mutirama. (Foto: Divulgação/ Prefeitura de Goiânia)

Um dia após o Ministério Público de Goiás (MPGO) recomendar a interdição do Parque Mutirama, a Prefeitura de Goiânia emitiu uma nota reafirmando que o local está em boas condições e que permanecerá aberto, de quinta-feira a domingo, das 10h às 16h.

A base da tomada de decisão é de que a Justiça que reconheceu a segurança dos atrativos e da programação especial de férias.

A ‘queda de braço’ entre os entes já ocorre ao longo do primeiro semestre deste ano. Em maio deste ano o local já havia sofrido com uma interdição, cinco anos após o sério acidente ocorrido no brinquedo Twister, que terminou com mais de 10 pessoas feridas e uma em estado grave.

A frente do caso, a promotora Leila Maria de Oliveira, da 50ª Promotoria de Justiça de Goiânia, pede que o parque continue com as portas fechadas até que o Município possa comprovar as condições adequadas para uso, boa manutenção e inspeção técnica de todos os brinquedos.

Para a reabertura seria então necessária a apresentação de documentos oficiais detalhados e com fotos, que comprovem a atual condição do local.

Mesmo com o funcionamento liberado em junho deste ano, a magistrada destaca que a Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul) não apresentou as provas exigidas comprovando que todos os brinquedos já estão aptos para receber o público.

A promotora exemplificou a falta de comprometimento do Mutirama com o acordo ao não cumprirem a medida de desmontagem de todas as atrações para posterior análise técnica das reais condições, como já havia sido feito e recomendado no Relatório Técnico Estrutural com a montanha russa em 2021.

Por fim, a magistrada reitera que a solicitação possui o objetivo de garantir a segurança dos frequentadores do Mutirama, e que o pedido de interdição do MPGO é apenas preventivo, até que o local se torne seguro.

Na integra, a nota da Prefeitura de Goiânia:

A propósito de pedido à Justiça feito Ministério Público de Goiás (MP-GO), nesta terça-feira (12/07), para que o Parque Mutirama seja interditado, a Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul) informa o que se segue:

 A Agência Municipal de Turismo, Eventos e Lazer (Agetul) atende todos os pré-requisitos, laudos, e determinações previstos em lei que garantem a total segurança aos funcionários e frequentadores do Parque Mutirama.

– A empresa Repro Engenharia entregou à Agetul, na segunda-feira (11/07), laudos preliminares de diagnóstico e inspeção de todos os equipamentos do parque. Não há indicativos que sugiram a necessidade de interdição em nenhuma das atrações.

 A Agetul reafirma o compromisso da administração municipal com a lisura e o rigor dos procedimentos de vistoria dos brinquedos, bem como com os expedientes de manutenção preventiva, preditiva e corretiva, além da atualização dos brinquedos.

 Reforça, ainda, que o Mutirama possui todas as Anotações Técnicas de Responsabilidades (ARTs) junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Goiás (Crea), conforme atestou decisão recente da Justiça.

 Agetul esclarece, por fim, que o Parque Mutirama segue aberto, de quarta-feira a domingo, das 10h às 16h, conforme decisão da Justiça que reconheceu a segurança dos atrativos e da programação especial de férias.

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.