Incêndio danifica estrutura e viaduto da T-63 é interditado em Goiânia

Trecho é de intenso movimento e Defesa Civil ainda vai avaliar prejuízos

Karina Ribeiro -
Incêndio na base do viaduto da T-63. (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Atualizada às 10h

A base do viaduto da T-63 com a Avenida 85 pegou fogo na manhã desta sexta-feira (15) e  segue interditado numa das regiões de maior movimentação de fluxo de carro em Goiânia.

Desvios foram realizados por agentes da Secretaria Municipal de Trânsito (SMS) nos dois sentidos e o trânsito está lento no local.

O incêndio, de causa ainda desconhecida, começou por volta das 5h.

De acordo com o tenente do Corpo de Bombeiros, Heitor Braga de Paula, a estrutura de sustentação da ponte  sofreu alguns danos e também no acabamento da ponte. “Ao chegar no local as equipes encontraram um incêndio no círculo central do viaduto”, diz.

Conforme ele, a equipe da Defesa Civil irá avaliar os reais danos provocados pelo fogo.

Nota da Seinfra na íntegra:

A Prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana (Seinfra), informa que equipes da Defesa Civil e Polícia Civil periciarão a estrutura do viaduto João Alves de Queiroz, na qual houve incêndio nas placas de fixação na madrugada desta sexta-feira (15).

– A perícia identificará o tipo de material que possa ter gerado o incêndio para posterior avaliação de especialistas em material e estrutura contratados pela Seinfra.

– A secretaria frisa que a avaliação será específica para subsidiar ações de recuperação da estrutura, uma vez que se trata de viaduto em localização estratégica. Logo, a atuação referente ao tráfego terá como base as orientações constantes nos laudos pelos especialistas.

– A Seinfra informa, ainda, que qualquer ação referente à estrutura do viaduto priorizará a qualidade e segurança no intuito de evitar novos incidentes. Deste modo, o trânsito está interditado sobre e sob o viaduto a partir desta sexta-feira (15/07) até a emissão do laudo pericial.

– A secretaria esclarece que os viadutos da capital passam por revisões constantes e ressalta que ocorrências como a do Viaduto João Alves de Queiroz são atípicas. Portanto, todas as perícias e investigações serão realizadas para apurar as causas.

 

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.