Fluminense bate Goiás à véspera de aniversário em jogo de viradas

Goiás chegou a estar na frente do placar, mas sofreu a virada na reta final do segundo tempo

Folhapress -
Verdão foi derrotado em casa. (Foto: Rosiron Rodrigues/GEC)

À véspera do aniversário de 120 anos, o Fluminense deu mais um motivo para a torcida celebrar. A equipe tricolor venceu o Goiás por 3 a 2, na noite desta quarta-feira (20), no estádio da Serrinha, em Goiânia, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O placar foi construído com gols de Arias, Cano e Willian Bigode para os cariocas, e Pedro Raul e Nicolas para os donos da casa.

Os visitantes abriram o placar e o Goiás chegou a virar, mas o time das Laranjeiras respondeu rapidamente e, com dois gols no fim, voltaram a ficar em vantagem.

Com o triunfo, o Flu foi a 31 pontos e segue entre os primeiros colocados. O Esmeraldino, por outro lado, permanece com 21 e pode ver os times da zona de rebaixamento se aproximarem.

O JOGO DO GOIÁS

Na próxima rodada, o Goiás visita o São Paulo no Morumbi, sábado. O Flu recebe o Red Bull Bragantino no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, no domingo.

Com alguns desfalques, o técnico Jair Ventura mudou um pouco a cara do time do Goiás e buscou colocar em campo uma formação para igualar as ações com o adversário. A equipe acabou dando alguns espaços na defesa, mas, com saídas em velocidade, levou perigo ao gol de Fábio.

No retorno do intervalo, o Esmeraldino avançou a linha de marcação e teve uma presença maior no campo de ataque, mas falhava no chamado “último terço” do campo. A equipe chegou a virar, mas cochilou e tomou mais dois gols.

O JOGO DO FLUMINENSE

Fora de casa, a equipe tricolor manteve o estilo de jogo e conseguiu ter um pouco mais de posse de bola. Apesar de algumas chances criadas – e o gol marcado -, o Flu encontrou algumas dificuldades para furar o bloqueio adversário.

No início do segundo tempo, o Goiás mudou a marcação e impôs obstáculos maiores ao Flu. Diniz, então, fez mudanças para tentar alterar o cenário, alterando, inclusive, mexendo na estrutura. O time chegou a levar a virada, mas voltou a ficar na frente com gols no final.

CRONOLOGIA

O jogo começou agitado e o Fluminense teve uma boa oportunidade com menos de um minuto, quando, após cruzamento da esquerda, Nino cabeceou e Tadeu fez boa defesa. Pouco depois, o Goiás respondeu com Luan Dias.

O jogo teve um lance que gerou reclamação por parte do Goiás. Pedro Raul recebeu e finalizou, a bola desviou em Samuel Xavier e Fábio fez a defesa, mas a equipe da casa indicou toque de mão do lateral-direito do Flu. Quando a bola saiu, o árbitro pediu para esperar como se estivesse em comunicação com a cabine do VAR, mas mandou o jogo seguir.

Tanto o Goiás quanto o Fluminense achavam espaços no setor ofensivo. Matheus Martins recebeu nas costas da defesa e quase abriu o placar para os cariocas. No lance seguinte, Pedro Raul recebeu sem marcação e bateu para fora, mas a arbitragem apontou impedimento.

O Fluminense movimentou o placar com Arias. Em um lance que começou com uma arrancada de Nino, houve um perde e ganha na entrada da área e a bola sobrou para Ganso, que achou o colombiano sem marcação. Ele recebeu e bateu na saída de Tadeu.

No fim do primeiro tempo, o Goiás chegou ao empate. Após cruzamento de Sávio, Manoel perdeu o tempo de bola e Pedro Raul, de cabeça, aproveitou para balançar a rede.

Após o intervalo, o Goiás avançou a linha de marcação e criou mais dificuldades ao Fluminense, tendo também maior presença no campo de ataque. O Tricolor, em busca de espaço, não conseguia repetir a intensidade demonstrada na primeira etapa.

O Goiás quase chegou à virada após levantamento na área em que a bola ficou viva na área. Maguinho desviou Fábio pegou. No rebote, Pedro Raul tentou empurrar, mas o goleiro voltou a defender.

O Goiás teve nova chance de virar. Renato Júnior ganhou na velocidade de Felipe Melo, foi à linha de fundo e cruzou. Nicolas bateu de primeira, mas mandou para fora.

O Goiás virou o jogo com um bonito gol de Nicolas. Porém, pouco depois, o Fluminense acordou e conseguiu voltar à frente no placar, com gol de Cano e um bonito gol de Willian Bigode.

GOIÁS

Tadeu, Maguinho, Caetano, Reynaldo (Yan Souto) e Sávio (Hugo); Matheus Sales (Henrique Lordelo), Diego e Luan Dias; Vinicius, Dada Belmonte e Pedro Raul (Renato Jr.). T.: Jair Ventura

FLUMINENSE

Fábio; Samuel Xavier, Manoel (Felipe Melo), Nino e Caio Paulista; André, Nonato (Martinelli) e Ganso; Arias (Marrony), Matheus Martins (Nathan) e Cano. T.: Fernando Diniz

Estádio: Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO)

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (VAR-Fifa/SP)

Cartões amarelos: Emerson Ávila (auxiliar-técnico), Renato Júnior (GOI)

Gols: Arias aos 27min do primeiro tempo, Cano, aos 38min, e Wilian, aos 40min do segundo tempo (Fluminense); Pedro Raul, aos 43min do primeiro tempo, e Nicolas, aos 34min do segundo tempo (Goiás)

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade