Goiás pode ter cadastro estadual de pessoas investigadas pela prática de crimes sexuais

Projeto de Lei foi aprovado em definitivo na Assembleia Legislativa e segue para sanção do governador

Karina Ribeiro Karina Ribeiro -
Imagem mostras a fachada da Assembleia Legislativa de Goiás. (Foto: Divulgação/MP-GO).

De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2021, diariamente, 165 pessoas são vítimas de violência sexual. Destas, 143 são mulheres.

De quebra, ainda há estudos que apontam alto índice de reincidência, na casa de 70%.

Com base nesses dados, os deputados estaduais de Goiás aprovaram em definitivo, o Projeto de Lei do executivo que quer instituir, na Delegacia Geral da Polícia Civil de Goiás (DGPC-GO), o cadastro estadual de pessoas investigadas pela prática de crimes contra a dignidade sexual.

Agora, a matéria segue  para sanção do governador Ronaldo Caiado (UB).

Na justificativa, a DGPC-GO ressalta que, depois do homicídio, a violência sexual pode ser considerada a mais cruel forma de agressão, razão que deve ser combatida para que não deixe marcas profundas, dolorosas e permanentes nas vítimas.

 

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.