Após prometer tarifa zero universal no transporte coletivo para se reeleger, Roberto muda de ideia

Diante do inevitável reajuste da passagem, prefeito de Anápolis apresentou na Câmara Municipal projeto para conceder benefício para inscritos no CadÚnico

Pedro Hara Pedro Hara -
Prefeito Roberto Naves durante reunião que apresentou o projeto do Vale-Transporte Social. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Anápolis)

Em 2020, em plena campanha eleitoral, uma das promessas do prefeito Roberto Naves (Republicanos) de maior apelo populista era o transporte coletivo de graça para todos os moradores do município. Passados quatro anos e batendo na porta uma nova disputa nas urnas, ele ‘mudou de ideia’.

Diante do inevitável reajuste da passagem, o prefeito apresentou, na manhã desta quarta-feira (13), na Câmara Municipal, o projeto de lei para criar o “Vale-Transporte Social”, voltado para inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

O benefício de viagens gratuitas será destinado para pessoas em situação de vulnerabilidade social, desempregados ou mulheres vítimas de violência.

A previsão é que o projeto seja votado na sexta-feira (15), em sessão extraordinária que será convocada pelo presidente da Câmara, Domingos Paula (PDT).

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade