Bolsonarismo em Anápolis racha com major Vitor Hugo dando apoio irredutível a Márcio Corrêa

Emedebista caminha para se tornar o principal adversário de Gomide, líder nas pesquisas

Pedro Hara Pedro Hara -
Márcio Corrêa, Bolsonaro e Vitor Hugo. (Foto: Reprodução/Instagram Major Vitor Hugo)

A foto compartilhada nesta terça-feira (19), por major Vitor Hugo (PL), onde posa ao lado do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e de Márcio Corrêa (MDB), pré-candidato à Prefeitura de Anápolis, mostrou novamente o apoio irredutível do ex-deputado federal ao emedebista, cuja primeira manifestação pública ocorreu em 25 de fevereiro, durante ato na Avenida Paulista.

No entanto, o registro também serviu para expor o racha do bolsonarismo em Anápolis. Rápidas teve acesso a uma troca de mensagens em um grupo de WhatsApp, onde o radialista Richelson Xavier, pré-candidato do PL e ex-assessor de Vitor Hugo, dizendo que em nenhum momento ele “respeitou o PL da cidade”.

Além de classificar a atitude como desrespeito, ele disse que o ex-deputado federal ‘não honrou aqueles que apoiaram as candidaturas em 2018 e 2022’, quando concorreu à Câmara e ao Governo de Goiás, respectivamente.

Richelson também insinuou uma suposta traição, ao dizer que ‘a cidade não vai esquecer o fato dele não bancar um candidato do partido’.

Atualmente, o PL conta com três pré-candidatos. Além do radialista, o vereador Hélio Araújo e Randerson Aguiar também disputam o posto.

Nos próximos dias a lista pode ganhar mais um nome: Márcio Cândido (PSD). O vice-prefeito está de saída do PSD e a legenda é vista como a favorita para abriga-lo.

Aliados de Márcio Corrêa esperam que ele suba nas pesquisas e se consolide como principal adversário do Gomide

Após mais uma manifestação pública de Vitor Hugo em prol de Márcio Corrêa, aliados aguardam que a resposta seja dada nas próximas pesquisas eleitorais, o colocando como principal adversário de Antônio Gomide (PT).

Neste momento, o principal objetivo é evitar que o petista vença no primeiro turno, como indicam todas as pesquisas eleitorais.

Pesquisa que seria divulgada todo mês ainda não saiu e análise é de que atraso é por um motivo simples

Os bastidores da política anapolina também não esqueceram a promessa feita por um instituto de pesquisa da cidade, afirmando que realizaria sondagens mensais durante o período de pré-campanha e eleitoral.

Chegado o dia 20 de março, ainda não há registro e nem sinais de que será registrada. A leitura é uma só: um candidato que foi beneficiado na primeira pesquisa, saiu mal em todas as outras.

Imersa em problemas financeiros, Comurg pagará quase R$ 1 milhão para agência de viagens

Recentemente no olho do furacão por conta dos problemas financeiros e atrasos na coleta de lixo em Goiânia, a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg), assinou um contrato de R$ 800 mil com uma empresa de viagens.

A contratada foi a Cerrado Viagens, que tem sede em Brasília. Ela será responsável pela cotação de preços, emissão de bilhetes, além de outros serviços destinados às viagens corporativas da companhia. A vigência do contrato é de 12 meses.

TRE-GO acata pedido de Veter Martins e aceita desfiliação sem perda de mandato

O Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) acatou o pedido de desfiliação partidária solicitado pelo deputado estadual Veter Martins (PRD), à Corte.

O parlamentar entrou com a ação após a fusão partidária entre o PTB e o Patriota, que deu origem ao PRD. Veter solicitou a desfiliação sem que perdesse o cargo na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego).

Na decisão, o TRE-GO determinou em até cinco dias a filiação do deputado em um novo partido.

Nota 10

Para o Instituto Idheias, que criou o Idheias em Ação, campeonato de futebol que será disputado durantes os meses de abril e maio, em Goiânia, e busca fomentar o esporte amador na capital.

As equipes inscritas receberão kit uniforme completo e não terão de arcar com o pagamento de nenhuma taxa.

Nota Zero

Para Prefeitura de Anápolis, que em 2019 instalou um aterro sanitário na Chácara Capão do Açude, localizada abaixo do Jardim Primavera.

A falta de planejamento na instalação criou um cenário de terra arrasada com lixo, chorume e dejetos, contaminando o lençol freático e inviabilizando a agricultura familiar.

A situação foi revelada na reportagem do jornalista Davi Galvão, do Portal 6.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade
PublicidadePublicidade