Após 8 anos de relacionamento a distância, moradora de Goiânia encontra marido pela primeira vez nos EUA: “vivendo esse amor tão lindo”

Relacionamento começou em 2016 e matrimônio ocorreu em dezembro de 2019, ainda quando a dupla não se conhecia

Gabriella Pinheiro Gabriella Pinheiro -
Simone Couto e Francisco Oliveira. (Foto: Arquivo Pessoal/ Simone Couto)

Se há um limite para o amor, as respostas podem variar a depender de cada pessoa. Para uma moradora de Goiânia, o sentimento pelo amado, que mora em São Francisco, nos Estados Unidos (EUA), atravessou barreiras, fronteiras e transgrediu o tempo.

Parecida com uma história retirada de um filme, a dupla namorou, noivou e casou à distância, sem nunca terem nenhum contato físico. O encontro presencial aconteceu quase 08 anos após o início da conversa, no dia 12 de março de 2024 e, desde então, os ‘pombinhos’ vem vivendo uma espécie de lua de mel no exterior.

Juntos desde 2016, mas casados há 05 anos, em 2019, eles afirmam que a demora para o encontro aconteceu tanto pelo visto da mulher ter sido negado por três vezes, quanto pela pandemia da Covid-19 – que impediu os planos dele de vir ao Brasil. No entanto, agora, ambos curtem a vida no país estrangeiro com direito até passagem pela Disney.

Mas o início para a história de amor foi motivada por uma série experiências um tanto incomuns, conforme conta Simone Pinheiro Couto Aguiar, de 38 anos, ao Portal 6.

Em entrevista, ela explica que a crença na fé foi a principal responsável por unir os dois e que tudo começou a partir de três sonhos, literalmente.

As experiências ocorreram ainda quando ela estava casada com outro homem e antes mesmo de saber da existência do atual marido. De acordo com ela, na época, a mesma se sentia infeliz no matrimônio e, por isso, decidiu realizar uma campanha de oração por 21 dias para tentar resgatar a relação com o ex-companheiro.

A resposta veio logo na sequência. Durante o propósito, ela afirma que sonhou com o atual esposo, o empresário Francisco Oliveira Aguiar Junior, de 56 anos.

“Eu sonhei com o Francisco. Comigo e com ele em uma fila, sendo que ele estava com um neném no colo. Já o meu ex-esposo, estava em outra fila. A minha pastora [que também apareceu no sonho] falava ‘Ainda não é tempo e no tempo certo o senhor dará vitória’. Só que desde então eu vinha tendo um amor muito forte por esse homem do sonho”, revela.

Segundo Simone, os sucessivos acontecimentos fomentaram um sentimento de culpa, amor e confusão, uma vez que ela ainda estava casada, não conhecia o homem dos sonhos, mas, mesmo assim, sentia uma forte ligação com ele: “Eu me senti muito mal, como eu ainda estava casada, como eu posso amar outra pessoa? Me sentia culpada por conta disso”.

Ao final, a história ganhou um novo rumo. Segundo ela, na época, Simone descobriu que o ex era bissexual e que a traiu com outro homem, o que gerou o divórcio.

Coincidentemente, cerca de 02 meses após a separação, ela estava navegando no Facebook e, para a surpresa, encontrou uma foto do homem que, por várias noites, bagunçou os pensamentos. No fim, Simone descobriu que ele era, na verdade, o irmão da pastora da igreja e que morava no exterior.

“No outro dia, eu cheguei na igreja e perguntei para a pastora quem era o homem, ela me perguntou o porquê e eu disse que porque Deus mandou falar algumas coisas para ele. Logo em seguida, ela começou a chorar e contou que ele estava nos EUA. […] Nisso, a pastora me ligou perguntando se podia passar o número para irmão dela porque ele também havia sonhado comigo”, dispara.

Início do relacionamento

No dia seguinte após pedir o número, Francisco a procurou e afirmou que também havia sonhado com ela por três vezes. Assim eles iniciaram uma série de conversas por mensagens.

Dias depois, no dia 09 de maio, o namoro começou e os constantes diálogos virtuais logo se encaminharam para o que seria um duradouro relacionamento.

“A diferença de fuso horário na época era de 09 horas de diferença e eu, na época, trabalhava. Fomos aprofundando, a gente foi se conhecendo e foi um amor muito grande que surgiu entre nós. Passou 02 anos eu tentei tirar o visto, mas foi negado e ficamos noivos [no dia 12 de Maio de 2018]”, revela.

Simone conta que tentou tirar o visto várias vezes, sem êxito, mas que as negativas não fizeram o casal desistir. Pelo contrário, no dia 14 de dezembro de 2019, eles oficializaram a união e se casaram.

A cerimônia aconteceu após Francisco, que não conseguiu vir até o Brasil por conta da pandemia da Covid-19, enviar uma procuração para o país para que o cunhado da mulher assinasse e validasse o casório.

Mas manter a relação esteve longe de ser confortável ou fácil para os dois. Segundo ela, pela carência, falta de proximidade e outros fatores, por vezes, ambos pensaram em desistir, mas o amor bateu mais alto e decidiram continuar juntos.

“A gente fazia chamada de vídeo e ficava um olhando ali para outro. Quando a gente se conheceu, não tinha essa opção de WhatsApp. Era pelo Facebook ou Instagram e a gente ficava conversando por chamada de voz a noite toda, mandava foto e quando veio essa opção de chamada de vídeo foi ótimo”, relembra.

Já em dezembro de 2023, passados 07 anos do início da relação, Simone conseguiu com que o visto fosse aprovado e no dia 12 de março encontrou o marido pela primeira vez.

“Nos encontramos em Miami no dia 12, ficamos 3 dias, fomos para Orlando, ficamos 2 dias, e estamos residindo em São Francisco e vivendo esse amor tão lindo, tão esperado e tão prometido”, conta.

Daqui para frente, ela revela que o plano é se mudar com os três filho, que estão em Goiás, para o país, arrumar um emprego e viver feliz ao lado do esposo “até quando Deus permitir”.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.