Portal 6

Hipertensão Arterial: causa, tratamento e prevenção

Quem de nós não conhece alguém que sofra de hipertensão? Ou até nós mesmos podemos sofrer desse mal que hoje acomete uma grande parcela da população mundial.

A hipertensão arterial ou a “pressão alta” como é conhecida popularmente é uma doença caracterizada pelo aumento dos níveis tensionais no sangue, ou seja, se a espessura de suas artérias diminuírem, então haverá uma maior dificuldade do sangue passar, com isso o seu coração terá que trabalhar mais para bombear o sangue.

Caso a pressão em suas artérias aumente acima do nível considerado normal e continue assim, o resultado desse estreitamento das artérias causará a elevação da pressão arterial acima dos níveis considerados normais. Então, você terá pressão alta ou hipertensão. Portanto, a hipertensão é uma doença e quanto maiores os níveis, maiores os riscos à saúde.

Além de a hipertensão ser uma das maiores causas de morte pelo mundo, ela favorece o surgimento de inúmeras outras doenças.

Quando falamos em níveis normais de pressão arterial, citamos os valores de referência que nos servem de parâmetros avaliativos. Em adultos, uma pressão normal estaria em 12 x 8 mmHg e resultados acima de 14 x 10 mmHg pode caracterizar que o individuo tenha uma hipertensão moderada à grave.

Claro que para uma avaliação criteriosa o médico levará em consideração se o paciente estava em repouso no momento da aferição ou se fez algum exercício ou atividade física nos estantes que antecederam o procedimento.

Como é feita a aferição da pressão arterial?

A aferição é feita através de um equipamento. O mais comum deles é o “esfignomanômetro”, que consiste num sistema para compressão da artéria braquial e écomposto por uma bolsa inflável de borracha de formato laminar enlvida por uma capa de tecido inelástico (braçadeira, cuff com manguito = bladder). É conectada por um tubo de borracha a um manômetro e por outro tubo que contém uma válvula controlada pelo operador, conectado à uma pera, que tem a finalidade de insuflar a bolsa pneumática.

Esfignomanômetro. Reprodução Portal 6
Esfignomanômetro. Reprodução Portal 6

Com o auxílio de um estetoscópio para a ausculta dos sons é possível a verificação tanto da pressão sistólica quanto da pressão diastólica, que juntas formam o valor aferido da pressão.

Ex: 12 (pressão arterial sistólica) x 8 (pressão arterial diastólica). Também há aparelhos de aferição digital, que facilitam a vida do individuo pela praticidade e facilidade de manuseio.

Aferidor digital. Reprodução Portal 6
Aferidor digital. Reprodução Portal 6

Mas fiquem atento! Esses equipamentos precisam ser certificados pelo órgão regulador (INMETRO), para que haja confiabilidade nos resultados.

O que causa a Hipertensão?

Diversos fatores contribuem para que um indivíduo tenha pressão alta, geralmente a hipertensão é herdada, mas outros fatores de risco são preponderantes para o surgimento da doença, tais como tabaco, ingestão de bebidas alcoólicas, obesidade, estresse, consumo exagerado do sal, níveis altos de colesterol, sedentarismo, diabetes e sono inadequado.

Além desses fatores citados, sabe-se que a incidência da hipertensão aumenta com a idade.

Tratamento da Hipertensão

A hipertensão não tem cura, mas não se assuste. Há tratamento para que ela seja mantida sob controle. Somente o médico poderá identificar o melhor tratamento para cada paciente, avaliando qual a melhor estratégia de profilaxia.

É importante ressaltar que o tratamento para hipertensão nem sempre significa o uso de medicamentos – mas se forem indicados é fundamental tomá-los ainda quando estiver se sentindo bem. E, mesmo para quem faz uso de medicação é imprescindível adotar um estilo de vida saudável, como:

– Manter o peso adequado, se necessário, mudando hábitos alimentares;
– Não abusar do sal, utilizando outros temperos que ressaltam o sabor dos alimentos;
– Praticar atividade física regular;
– Aproveitar momentos de lazer;
– Abandonar o fumo;
– Moderar o consumo de álcool;
– Evitar alimentos gordurosos;
– Controlar o diabetes e outras comorbidades.

O Ministério da Saúde oferece à população os principais medicamentos para o controle da hipertensão, que podem ser retirados gratuitamente em qualquer posto do Sistema Único de Saúde (SUS) ou em drogarias que possuem cadastro na farmácia popular. Para retirá-los o paciente deverá levar o receituário médico com as medicações prescritas.

Portanto, cuide-se!

Tenha uma vida saudável!

Coma alimentos saudáveis e tenha em seus hábitos a prática de exercícios físicos. E lembrem-se: antes de qualquer atividade física procure um médico para a uma avaliação clinica.

A hipertensão é uma doença silenciosa. As vezes os sinais clínicos não são tão claros, portanto, afira sua pressão arterial ao menos uma vez ao mês, e em caso de dúvida procure um farmacêutico mais próximo.

Alair Martins é farmacêutico e graduando em Química pelo IFG Anápolis. Escreve sobre saúde, toda segunda-feira. E dá pitacos em política, em qualquer dia da semana.

Quer comentar?

Comentários

Comente

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.