Portal 6

Médica goiana está na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo

(Foto: Agecom)

Celina Turchi e jogador Neymar são os únicos brasileiros na relação

A médica goiana Celina Turchi, líder de pesquisas que comprovaram a relação entre o Zika vírus e a microcefalia, está na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo, segundo a revista americana Time. Divulgada nesta quinta-feira (20) a seleção traz o jogador brasileiro Neymar. Eles são os únicos brasileiros na relação, ao lado de Donald Trump e papa Francisco.

No texto de apresentação da pesquisadora, a revista americana destaca o empenho da goiana para mobilizar equipes de todo o mundo para desenvolver estudos relacionados ao Zika vírus.

Ela também entrou para a lista dos dez cientistas mais influentes do mundo em 2016, de acordo com a revista Nature. A publicação é considerada um dos mais importantes periódicos de divulgação científica. Foi a única brasileira destacada por seu trabalho à frente de uma rede de pesquisadores que se debruçaram sobre a epidemia do vírus Zika e sua associação à microcefalia.

Formada pela Universidade Federal de Goiás (UFG) em 1981, Celina é irmã da presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg), de Maria Zaira Turchi. Tem mestrado em epidemiologia pela London School of Hygiene & Tropical Medicine/UK e doutorado pelo Departamento de Medicina Preventiva da USP. Com experiência na área de Epidemiologia das Doenças Infecciosas, Turchi é atualmente infectologista da Fundação Oswaldo Cruz, em Pernambuco.

Quer comentar?

Comentários