PublicidadePublicidade

A vida só vale a pena se for vivida com amor

Carlos Henrique Carlos Henrique -

Quem consegue mensurar onde a jornada da Vida o levará e o que esse caminho o tornará a ser?

Alguns passos nos dão receio. Nosso coração sempre prefere se preservar. Mas se não tivéssemos encarado o medo, jamais conquistaríamos a coragem de hoje por tê-lo enfrentado. E o amor lança fora o medo.

Todas as angústias, mágoas e decepções causadas por quem nos rodeia, são apenas exercício para que nossa capacidade de perdoar e amar sejam apurados. O bom humor de hoje vem da disposição e valentia de não se entregar à auto vitimização, por isso toda raiz de amargura vai sendo arrancada do chão do nosso coração e no lugar dela depositada semente de alegria.

PublicidadePublicidade

Rancores, dores, complexos, se transformam em matéria prima da mais pura poesia, canções e belas expressões. Tudo se converte em perfume suave. Mesmo sem compreensão do que o futuro reserva, do acaso e dos casos, precisamos confiar nossa vida no caminho sobremodo excelente, o Amor.

De uma coisa acredito, o Amor é um moldador de alma, um capacitador de coração, o impulsionador de sentimentos e discernimento, que eleva o espírito, e habilita a todos que por ele se decidiu – tornando-nos capazes de caminhar livremente sobre tudo o que vem com a intenção de esmagar e aniquilar.

Com o Amor, o que vem para destruir se transforma em benção, em crescimento aprendizado e maturidade. Somos como barro, amassados e trabalhados pelo oleiro. E assim vamos descobrindo que o mandamento único é a essência da própria vida! Amar é o mandamento. A Vida brota do Amor. Sem amor não há vida e nada germina em nosso ser. É preciso amar a todos, inclusive ao inimigo. E que modo mais sublime de sermos moldados! Que estratégia poderosa de transformação! Essa é a jornada ao aperfeiçoamento da alma!

No ato de amar, a vida é aprumada. Vida essa como essência do próprio Deus, pois Ele é o Amor. A experiência da vida só trará capacitação por essa via. O amor fortifica aquele que ama, visto que quem ama é quem tem o comando, de fato o único poder que vence o mal é o Amor – o amor não escraviza, mas liberta. Sim, pois quem ama não está enclausurada a nenhum cárcere, mas os escravos do medo e do ódio, da indiferença e da soberba estão agrilhoados.

A jornada do amor é postura de sabedoria sempre. Enfrenta todo o ódio ao redor e não se deixa contaminar, não há revide. Apenas segue seu caminho de vida pra vida, com a consciência transformada, pois ninguém domina um coração tomado de amor!

Aquele que odeia é comprometido com a morte e ainda não conhece a Deus, não entendeu que a grande honra não está em se vingar à altura, mas ter a coragem de não rechaçar ao que é malicioso, invejoso e cruel.

A jornada do amor nos torna livre de toda escravidão e empáfia. Mas para trilhá-la é preciso bravura. O caminho é estreito e poucos o escolhem. O caminho largo apesar de fácil é vereda dos vaidosos e escarnecedores.

Aquele que ama oferece ao inimigo e tudo o que ele traz a reboque, uma oração. Oração, temor e serenidade. Não entra em duelo nem o enxerga como competidor, mas sim uma vítima de si mesmo, de suas fraquezas existenciais e dos bernes na alma.

A jornada do amor te torna a ser filho da Vida, gerando frutos que somente ele concebe!

Deniza Zucchetti é professora por vocação, quase Relações Internacionais, escritora por amor nas horas vagas e mãe de dois lindos filhos em período integral. Escreve todos os sábados.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade