Para ser vice de Daniel Vilela, Gomide pode deixar o PT, diz jornal

Rápidas solicitou nota do ex-prefeito, que não negou a informação

Carlos Henrique -

O ano de 2018 será de eleições majoritárias no Brasil e deve reservar surpresas. Uma delas foi publicada pelo Jornal Opção neste domingo (19) e dá conta de que o popular vereador e ex-prefeito de Anápolis, Antônio Gomide, deve deixar o PT e se filiar ao PDT, de Lupi e Ciro Gomes.

O desembarque do partido ao qual se filiou ainda jovem e conquistou todos os cargos da vida se daria para um objetivo maior: ser vice de Daniel Vilela na candidatura ao Governo de Goiás.

Daniel tenta se viabilizar dentro do PMDB, mas sofre resistência da ala irista que vê mais segurança na candidatura de Ronaldo Caiado, líder incontestável nas poucas pesquisas feitas até aqui.

Ter Gomide na chapa, que já foi prefeito de uma cidade importante, pode ajudar muito, mas a fase de fossa do PT obrigaria Daniel, caso consiga se lançar ao Governo, a ter de explicar porque buscou aliança com um partido que ajudou a tirar da Presidência da República.

Um dos símbolos antipetista do Brasil, Ronaldo Caiado certamente colaria a peça de “esquerdista” em Daniel, algo que no momento não soma em uma eleição.

A seção Rápidas conversou com um deputado federal goiano que, em reserva, disse acreditar na saída de Gomide do PT. Segundo ele, o irmão Rubens Otoni se tornou muito próximo de Daniel Vilela na Câmara dos Deputados e, em parte, isso explicaria a nota do Jornal Opção.

A seção Rápidas também solicitou nota oficial da assessoria de imprensa de Antônio Gomide para desmentir ou confirmar o que foi dito pelo semanário goianiense.

O conteúdo dela não nega, nem confirma, e em resumo se reserva a dizer que Gomide trabalha para fortalecer o partido no Estado e ajudar a recandidatura de Lula à Presidência.

Leia na íntegra

O vereador Antônio Gomide mantém o foco de seu trabalho na ação legislativa e no bom cumprimento de seu mandado. No âmbito político-partidário, o parlamentar tem priorizado a renovação e o fortalecimento dos diretórios do PT em Goiás. A começar pelo diretório de Anápolis, com a formação da chapa da nova diretoria.

Outro desafio dentro do cenário partidário, é a organização do congresso estadual do PT com objetivo de agregar o partido.

Na próxima semana, o vereador participa da reunião do diretório nacional do PT, do qual é integrante. O objetivo é preparar o encontro nacional do PT em junho. Todas estas ações, em conjunto, visam reforçar a candidatura do presidente Lula em 2018.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.