Portal 6

Estão transformando em “politicagem”, diz Zezé Di Camargo sobre morte de Marielle

Sertanejo está sendo criticado e acusado de relativizar o assassinato da parlamentar

Uma postagem do cantor Zezé Di Camargo sobre a vereadora carioca Marielle Franco (PSOL) continua causando polêmica no Instagram.

Na publicação, o sertanejo compara a execução da política à morte da médica Gisele Palhares, assassinada 2016 com dois tiros durante um assalto.

“Embora mulher, não era negra, não era pobre, não era feminista, não era militante de partidos políticos, não frequentava os círculos LGBT, não era MTST, CUT ou PSOL, não estava dentro dos programas de assistências de cotas do governo. Enfim, não preenchia os requisitos necessários para uma mobilização nacional”, descreve.

Zezé também afirma em legenda que estão transformando a “barbárie” em “politicagem”.

“Vamos refletir? Como cidadão tenho direito de expressar minha opinião. Aos que concordam comigo, obrigado! Aos que divergem, apenas conteste sem ofensas. Lembrando, apenas, que o texto não é meu. Repostei, porque achei coerente e verdadeiro. Parabéns ao autor! Transformar uma barbárie em politicagem, não!”, disse.

(Foto: Reprodução)

Seguidores do cantor ficaram divididos quanto as declarações da postagem. Alguns apoiaram e outros acusaram o sertanejo de relativizar o assassinato da vereadora.

Zezé chegou a responder alguns usuários, esclarecendo que não desmerecia a morte, mas a conta do cantor na rede social foi em seguida colocada no modo privado.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.