Portal 6

Polícia Civil prende o empresário Carlinhos Cachoeira em Goiânia

Mandado foi expedido pela Justiça do Rio após condenação em segunda instância

A Polícia Civil prendeu no final da tarde desta quinta-feira (10) o empresário Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, condenado por fraudes na Loteria do Estado do Rio de Janeiro (Loterj).

Cachoeira estava na casa de um irmão, no Alphaville Ipê, em Goiânia, quando os policiais chegaram.  De lá, ele teve de ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da capital para passar por um exame de corpo e delito.

A reclusão foi determinada pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Nefi Cordeiro na última sexta-feira (04), após o empresário ter sido condenado em segunda instância pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) a pagar uma pena de seis anos e oito meses.

Já na terça-feira (08), a titular da 29ª Vara Criminal do Rio, juíza Simone Rolim, expediu o mandado de prisão, vetando o uso de algemas, e chegou a enviá-lo por carta precatória para ser cumprido em Goiás, onde ele já respondia por outro processo em prisão domiciliar.

No entanto, o mandado não pôde ser executado no mesmo dia pois faltavam documentos que deveriam ter sido enviados do Rio de Janeiro juntamente com a carta precatória.

Até o momento, não há informações se foi feito algum acordo entre a polícia e o empresário para que a prisão ocorresse em casa.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter