PublicidadePublicidade

Secretária viajou longe para dar golpe no marido, mas tudo deu errado

Conheça a história absurda que está dando o que falar em cidade vizinha a Anápolis

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -
PublicidadePublicidade

Entre quatro e dez anos de cadeia. Essa é a pena que a secretária Werica Estevam do Santos Souza, de 26 anos, pode pegar caso seja condenada pelo crime extorsão.

Moradora da pequena São Francisco de Goiás, cidade a 67km de Anápolis, ela embarcou na última quinta-feira (31) para São Paulo e, desde então, começou a pedir um resgate de R$100 mil para o marido, como se estivesse sido sequestrada.

De origem humilde e casado com a mulher há oito anos, ele buscou, durante a madrugada desta sexta-feira (1º), ajuda junto à Delegacia de Jaraguá, que logo acionou o grupo anti-sequestro de Goiânia para investigar o caso.

PublicidadePublicidade

“Disseram que o suposto sequestrador estava usando o celular da mulher e mandando mensagens pedindo dinheiro. De imediato, achei estranho e logo contatei o grupo anti-sequestro de Goiânia e a gerência de operações de inteligência. Foi um trabalho conjunto, sabe? E com mais ou menos sete horas de serviço, descobrimos que ela estava hospedada em um hotel de Santo André, em São Paulo”, explicou o delegado Glenio Ricardo Alves Costa, em entrevista ao UOL.

Werica Estevam do Santos Souza foi encaminhada ao 4º DP de Santo André. Ela jura de pé de junto que também havia um homem no quarto de hotel.

“Esse suposto homem não foi encontrado até o momento. Quem cuidará do caso agora é a polícia de São Paulo, já que o crime foi cometido por lá. Aqui em Goiás, o caso foi considerado encerrado”, finaliza o delegado.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade