Portal 6

Delegados revelam motivação na morte brutal de idosos em Campo Limpo

Após o crime, os autores foram beber e jogar baralho como se nada tivesse acontecido

Coletiva de imprensa realizada na tarde desta quinta-feira (08), na Delegacia de Homicídios de Anápolis, revelou os detalhes que motivaram o assassinato do casal Leandro Canedo, de 78 anos, e Darci Prado Canedo, de 76 anos, na última terça-feira (06).

Falaram com os jornalistas os delegados Cleiton Lobo, de Anápolis, e Karla Poubel, de Campo Limpo de Goiás.

“O primeiro corpo encontrado foi o dela, que estava na cozinha da sede da fazenda. Eles tinham intenção de matar, inclusive eles falam isso. Um dos autores até ligou para o irmão porque pelo porte físico da vítima, ele não teria condições de matá-lo sozinho. Então, um segurou e o outro deu os golpes de faca”, detalhou Karla.

Karla Poubel, titular da Delegacia de Campo Limpo. (Foto: Jonathan Cavalcanti)

Serão indiciados por duplo latrocínio qualificado o casal Milton Isturario Vieira e Rosane Patrícia Rodrigues, ambos trabalhavam na fazenda das vítimas. Ademilson Isturario Barbosa, irmão de Milton, ajudou no crime.

A delegada acredita que o casal teria ficado insatisfeito com o acerto trabalhista e decidiu se vingar. Milton e Rosane decidiram deixar a fazenda pelo fato de os patrões não permitirem que eles criassem um cachorro.

Frieza

“Eles queriam roubar e para isso precisavam matar as vítimas. Depois [de matar os idosos eles] ainda foram beber cachaça e jogar baralho, sem nenhuma consciência da gravidade do crime que haviam cometido”, contou o delegado Cleiton Lobo.

Mesmo fugindo para outra cidade, o trio foi preso em poucas horas, graças à uma força tarefa montada às pressas pelas polícias Civil e Militar.

Como ocorreu a prisão do trio suspeito de matar casal de idosos em Campo Limpo

Quer comentar?

Comentários