Portal 6

Anápolis teve o final de semana mais violento e ‘macabro’ do ano

Homem com cabeça arrancada por ciúmes, atentado em festa com grávida de oito meses baleada e tiros próximo a parque pintam quadro de horror vivido nas últimas 72h

Quatro homicídios foram registrados em menos de 72h na cidade.

Não bastasse o forte e negativo acréscimo nas estatísticas de segurança pública, houve também componentes assustadores do ponto de vista humano.

O mais recente ocorreu na madrugada de domingo (10) em uma festa realizada na região de chácaras do Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), quando Leandro Santos Brito, de 34 anos,  invadiu o evento e disparou diversos tiros de arma de fogo.

As balas atingiram fatalmente Adriano Vanderlei Machado, de 29 anos, e a gestante Glauciane Alves Madureira, grávida de oito meses. Levada para o HUANA, ela e o bebê não correm risco de morte. O autor do atentato foi preso horas depois pela Polícia Militar.

No sábado (09), Robson Arruda Bezerra foi assassinado no final da tarde no Las Palmas, bairro da região Norte de Anápolis. O crime ocorreu dentro de uma oficina mecânica, localizada em frente ao Parque da Jaiara.

“Ele estava em uma motocicleta, percebeu que estava sendo seguido e entrou lá [na oficina] para tentar fugir”, explicou o delegado Cleiton Lobo.

A vítima recebeu diversos disparos de arma de fogo na cabeça e faleceu antes mesmo da chegada do SAMU.

O assassinato mais ‘macabro’, no entanto, ocorreu horas antes no Industrial Munir Calixto, no extremo da região Sul de Anápolis, quando o alagoano Edson Benedito da Silva, de 34 anos, arrancou na faca a cabeça de Flávio da Silva Petrino, de 24 anos.

“O cara queria e estava dando liberdade para minha mulher”, justificou sem nenhum remorso, em vídeo, aos policiais da Companhia de Policiamento Especializado (CPE).

Ao ser fotografado, Edson Benedito fez pose e riu da situação.

Ao ser preso, alagoano que decapitou jovem em Anápolis faz pose e ri

Na sexta-feira (08), o estudante Leonardo Neves Rodrigues de Andrade, de 20 anos, foi assassinado a tiros em frente a um edifício no bairro Jundiaí.

Registro de câmeras de segurança mostram o exato momento em que tudo aconteceu.

Nas imagens, dois homens descem de um carro já apontando a arma e Leonardo tenta se esconder, mas rapidamente recebe o primeiro tiro.

A vítima então se afasta da garota e sai correndo para o meio da rua. É neste instante que os criminosos disparam outras vezes contra ele e fogem no veículo.

O Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) trabalha com a suspeita de que o crime foi cometido por um ex-namorado da garota.

Quer comentar?

Comentários

Nosso Twitter

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.