PublicidadePublicidade

Anápolis Vôlei já está pronto para fazer bonito em mais uma temporada

Time conta com grupo muito homogêneo tanto dentro quanto fora da quadra

Da Redação -

Contando com a presença da diretoria, representantes da Prefeitura, torcedores e imprensa, o elenco e também a comissão técnica do Anápolis para a temporada 2019/2020 foram apresentados de forma oficial nesta segunda-feira (15) no Ginásio de Esportes Carlos de Pina.

Fizeram uso da palavra o idealizador do projeto, Dante Amaral, o técnico Ricardo Picinin, o secretário de esportes Karim Abrahão, o levantador e capitão Paulo Renan e dois dos novos contratados, o central Vini e o ponteiro Bruno Temponi, ambos vindos do Vôlei Renata. Os dois últimos vieram juntamente com o levantador Índio, ex-Caramuru-PR, o central Robert, que veio do Sada Cruzeiro e o ponteiro Lucas Madaloz, ex-Bolívar da Argentina.

Eles se juntam aos remanescentes que são os opostos Leandrão e Wanderson, aos ponteiros Patrick, Murylo e Léo Birigui, ao líbero Matheus Andrade, aos centrais Alberto Pedra, Lucas Gil e João e aos levantadores Dionata e o já citado Paulo Renan, totalizando 16 jogadores. Falando sobre as perspectivas para o segundo ano do projeto o campeão olímpico e mundial Dante afirmou:

PublicidadePublicidade

“Tudo que a comissão técnica sonha e deseja é ter um tempo para fazer a pré-temporada e o início do projeto ano passado foi muito corrido, pois entramos no mercado muito tarde. Agora nos inserimos no calendário normal do voleibol, quando todas as equipes nacionais estão se apresentando nesta mesma data que a nossa. Desta forma teremos por volta de 45 dias de preparação antes de começarmos a disputa do campeonato mineiro como convidados”, disse.

“Num primeiro momento veremos como os jogadores estão chegando, uma vez que todo início de temporada exige um olhar mais atento principalmente na questão física. Acho que temos um grupo muito homogêneo tanto dentro quanto fora da quadra. A contratação dos novos atletas, embora eu tenha participado de várias reuniões, ficou a cargo da comissão técnica. Estou contente com os que chegaram, experientes e acostumados com decisões, e também com aqueles que renovaram conosco e foram muito bem avaliados pela temporada passada”, completou.Já o supervisor Vinícius Cruz de Oliveira ressaltou a importância da disputa do campeonato mineiro.

“Serão dez circuitos envolvendo as seis equipes que devem disputar a competição, sempre jogando durante três dias entre si, separadas em grupos de três, em uma sede determinada. Duas dessas etapas devem acontecer em Anápolis, no Ginásio Newton de Faria. Estamos apenas aguardando a liberação da tabela. Com relação ao planejamento o primeiro macrociclo, que durará quatro semanas, vai envolver treinos no Carlos de Pina, na Academia Sérgio Borges e no Manakai Sport & Food. Diferente da temporada passada, o elenco desta vez terá liberdade para trazer suas famílias e se alojar da maneira que julgar mais adequada.”

A comissão técnica segue com Ricardo Picinin no comando, tendo como assistente Hítalo Machado, auxiliar Hudson Dantas, fisioterapeutas Arisson Ribeiro e Ronaldo Isidoro, o preparador físico Fernando Vieira e na estatística Isac Ramos. Após a apresentação já houve a primeira movimentação com bola no próprio Carlos de Pina, uma vez que o Ginásio Newton de Faria está sendo preparado para receber a seleção brasileira de basquete. Após este período o Anápolis Vôlei retorna para sua casa, sede de muitas emoções na temporada passada.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade