PublicidadePublicidade

O desespero de avó que pensou que neto seria sequestrado em Anápolis

Criança tem apenas cinco anos de idade e o caso foi parar na delegacia com desfecho nada satisfatório para as vítimas

Da Redação Da Redação -
PublicidadePublicidade

Uma grande confusão foi parar na Central de Flagrantes da Polícia Civil de Anápolis, nesta quarta-feira (28), após uma criança de cinco anos ser puxada pelo braço no Bandeiras, bairro da região Norte da cidade.

Consta no Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) que o menor passeava com a avó próximo à uma praça quando Divino Rodrigues dos Santos Filho, de 40 anos, apareceu de repente tentando levar o garoto.

Assustada, ela começou a pedir socorro e populares conseguiram conter o homem – que aparentava estar sob efeito de alguma substância alucinógena – e chamaram a Polícia Militar.

PublicidadePublicidade

Em depoimento, Divino disse que não queria sequestrar a criança e que segurou no braço da vítima porque ficou com medo de um carro que passou pela rua.

O homem  foi autuado por “constrangimento ilegal” e liberado para responder ao inquérito em liberdade.

Se condenado por este crime, ele pode pegar de três a um ano de detenção.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade