Portal 6

Homem é atacado a marretadas pelo colega de trabalho em Anápolis

(Foto: Reprodução)

Suspeito não negou o crime e contou a própria versão de como tudo aconteceu

Já está hospedado no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis, Cláudio Pereira de Rocha, de 45 anos, que foi preso no fim deste domingo (20) após agredir com marretadas um colega de trabalho no Bairro de Lourdes.

Consta nos registros policiais que o homem estava em um churrasco na casa da vítima, identificada como R. A. S., de 43 anos, quando tiveram um desentendimento e ele desferiu os golpes, que causaram ferimentos na cabeça e braço.

Cláudio fugiu do local e foi encontrado em casa poucos minutos depois pelos policiais, no Jardim Palmares. Na delegacia, contou que foi chamado para levar a neta de R. A. S. no hospital e depois convidado para o almoço.

Após consumirem bebidas alcoólicas, a vítima teria chamado o homem para avaliar uma casa. No entanto, não teria aceitado os defeitos de execução apontados pelo suspeito, que decidiu ser o momento de ir embora.

Enquanto tentava abrir a porta do carro, a filha de R. A. S. pediu para Cláudio correr. Este viu quando o colega começou a se aproximar com um guarda-sol e pensou se tratar de uma espingarda.

Neste momento, o suspeito afirma ter sido agredido, mas que conseguiu abrir o porta-mala do carro, alcançou a marreta e decidiu golpear o ar para afugentar a vítima, mas acabou a atingindo sem querer.

Familiares ainda tentaram impedir que Cláudio fosse embora, por isso deixou o veículo para trás e fugiu a pé, tendo ainda sido perseguido pelo filho de R. A. S., que estaria portando uma uma barra de ferro.

O homem não negou o crime, não resistiu a prisão e foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio. Já a vitima está no Hospital Municipal Jamel Cecílio, onde recebeu algumas suturas e precisará ficar 24h de observação.

Quer comentar?

Comentários

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.