PublicidadePublicidade

Farra das gratificações na Câmara de Anápolis está sendo analisada pela Justiça

Ministério Público de Goiás também já pediu que o Legislativo Municipal se explique

Carlos Henrique Carlos Henrique -

A nulidade da portaria que aumentou para R$ 25.500 a cota para pagamento de gratificações de secretários parlamentares da Câmara de Anápolis já está sendo apreciada pela Justiça.

Duas ações populares chegaram a ser protocoladas, uma no final de maio e outra no início de junho, mas o juiz Carlos Eduardo Rodrigues de Sousa manteve apenas uma em tramitação.

Tornada pública em reportagem exclusiva do Portal 6, a farra também entrou na mira do Ministério Público de Goiás, que já pediu para que o Legislativo Municipal se explique.

PublicidadePublicidade
PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade