PublicidadePublicidade

HUANA não pode receber mais nenhum paciente grave com Covid-19

Todos os leitos de UTI reservados para pacientes graves com a doença estão ocupados

Carlos Henrique Carlos Henrique -
(Foto: Diego Damian)

Atualizado às 20h43 com notas da SES-GO e HUANA

Os 15 leitos do HUANA reservados para pacientes com síndrome respiratória aguda grave, o estágio mais preocupante da Covid-19, todos estão ocupados.

Nas últimas horas, o painel de acompanhamento da situação da pandemia na cidade mostrou que três leitos haviam sido desocupados, mas nenhuma flutuação ocorreu na quantidade de vagas para enfermaria.

PublicidadePublicidade

Teriam esses pacientes recebido alta ou evoluído para óbito?

Esse questionamento foi feito pela seção Rápidas à assessoria de imprensa do hospital, que já foi mais célere, na manhã desta terça-feira (23).

Desde então, o HUANA, gerido pela Fundação Universitária Evangélica, a FUNEV, permaneceu em silêncio até o inicio da noite desta terça-feira (23).

O Portal 6 enviou os questionamentos à Secretaria de Estado de Saúde e ao titular da pasta, Ismael Alexandrino, e somente assim teve resposta.

Com a palavra a SES

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) esclarece que os leitos de UTI Covid-19 do Governo de Goiás são regulados pela gestão estadual, servindo pacientes de todo o território goiano, conforme os princípios do Sistema Único de Saúde.

O Hospital de Urgências de Anápolis, por exemplo, tem uma abrangência macrorregional, recebendo pessoas de Anápolis e também de outras cidades goianas com a função de salvar vidas. Assim, a unidade cumpre o objetivo de prestar assistência às vítimas da Covid-19 que necessitam de internação em UTI ou enfermaria, sem nenhuma distinção do local de residência do cidadão.

Com a palavra o HUANA

O Hospital de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (Huana) esclarece à comunidade anapolina que não existem impedimentos para que cidadãos de Anápolis com suspeita ou confirmados para Covid-19 tenham acesso ao atendimento nesta unidade de saúde. Pelo contrário, o Huana recebeu, desde o início da pandemia, pacientes anapolinos com suspeita e confirmados para Covid-19, alguns provenientes de unidades de saúde públicas municipais e outros de forma espontânea. Tanto que desde o início do atendimento no Huana a pacientes com suspeita ou confirmados para Covid, 55% dos pacientes atendidos são do Município de Anápolis. 

O Huana informa ainda que, uma vez que a Prefeitura de Anápolis, conta com estrutura própria para combate à COVID-19, conforme já veiculado em diversos canais de comunicação da cidade, o número de pacientes locais enviados ao Huana com suspeita para o novo coronavírus tende a cair naturalmente. Diferentemente do que vem sendo veiculado em diversas plataformas de notícias, não procede a informação de que existe uma proibição por parte da Secretaria Estadual de Saúde ou por parte da Diretoria do Huana  de internações de pacientes de Anápolis no Hospital de Urgências de Anápolis Dr Henrique Santillo.

Ressaltamos que informações e o acompanhamento de óbitos por Covid são de responsabilidade da Vigilância Epidemiológica do Município. 

Destacamos também que os pacientes que chegam de outras unidades ou municípios no Huana são por via da regulação da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que é responsável pela manutenção dos hospitais estaduais em Goiás.

Reafirmamos nosso compromisso com a cidade de Anápolis e sua população bem como com toda a região atendida pela unidade de saúde.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade