PublicidadePublicidade

Esses são os micos que conquistaram Anápolis e não param de chamar atenção

Monitorados pela Prefeitura, animais viraram atração e não se hesitam em fazer pose na hora das fotos

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -
PublicidadePublicidade

Um novo elemento à paisagem da Praça James Fanstone conquistou Anápolis e vem chamando a atenção de quem passa pelo Centro.

São os micos, que escolheram os galhos das árvores do local para viver e, além de dar um charme a mais à arquitetura histórica, têm feito muito sucesso.

Há pelo menos dez desses animais na Praça James Fanstone. E de todos os tamanhos. Eles, que não se hesitam em fazer pose para os fotógrafos profissionais e amadores que passam por lá, são monitorados pela Prefeitura.

PublicidadePublicidade

Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, os micos são da espécie callithrix penicillata e se encontram clinicamente saudáveis e vivendo em bando — como é comum à classe.

A pasta, no entanto, alerta que em hipótese alguma se deve alimentar ou tocar nos animais silvestres. É que há risco deles mordê-los ou eventualmente transmitir alguma zoonose.

Animais na cidade

(Foto: Felipe Homsi)

(Foto: Felipe Homsi)

Elisângela Sobreira, coordenadora municipal de fauna, explica que com a redução da zona tipicamente rural pelo país alguns animais silvestres acabaram migrando para a área urbana — se acostumando a viver nas cidades.

“Isso implicou, inclusive, na adoção de um novo termo para designá-los: fauna urbana”, disse a profissional, que é médica veterinária à reportagem do Portal 6.

“Essa presença no meio urbano é facilitada pela variedade do cardápio desses primatas, que se alimentam igualmente de gomas de troncos de árvores, frutas, insetos e ovos de aves”, completou.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade