PublicidadePublicidade

Humorista faz pegadinha sobre lockdown e ‘trola’ até deputados bolsonaristas; veja o vídeo

Brincadeira em município gaúcho viralizou nas redes sociais

Da Redação Da Redação -

A pegadinha do humorista Lyon Dias, do perfil Pelotas da Depressão, com o lockdown no município gaúcho viralizou no país e trolou até deputados bolsonaristas, que se indignaram nas redes sociais achando que o conteúdo do vídeo era real.

A gravação mostra ruas centrais do município vazias e uma sirene ao fundo, indicando um ‘toque de recolher’, marcando o que seria o início do lockdown decretado pela prefeitura. O autor do registro narra: “Sábado, 8 de agosto de 2020, está iniciando o primeiro lockdown na cidade de Pelotas.

O sombrio som do vídeo, que ganhou as redes sociais, é o mesmo utilizado na trilogia “Uma Noite de Crime”, da Universal Pictures.

PublicidadePublicidade

“Como disse alguém aí: ‘como é fácil implantar uma ditadura no Brasil’. Imagens de Pelotas-RS”, escreveu Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) no Twitter. “O fascismo chegou a Pelotas-RS com ‘toque de recolher’ emitido por sirene”, publicou Carla Zambelli no Facebook.

Marcel van Hattem (NOVO-RS) foi além. “Não é de hoje que políticos usam e abusam do medo das pessoas para tomar medidas drásticas e disparatadas. Mas na cidade de Pelotas o abuso é mais do que drástico e disparatado: é abusivo e inconstitucional”, apontou no Facebook.

Fake news

Com alcance nacional gerado após o compartilhando dos deputados bolsonaristas, a Prefeitura de Pelotas lançou uma nota esclarecendo o caso.

“Os órgãos de segurança e de fiscalização da cidade não utilizaram esse tipo de equipamento na noite de sábado, quando teve início o bloqueio”, pontuou.

“Antes de compartilhar, procure as redes sociais oficiais da prefeitura. Não compartilhe fake news!”, finalizou o governo local. Até a publicação da reportagem, Zambelli havia sido a única que se retratou retratou.

https://www.facebook.com/198620036895177/posts/3288100571280426/?d=n

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade