PublicidadePublicidade

Por que identificação dos que trocaram tiros com a CPE ainda não foi possível

Da Redação Da Redação -

Uma sequência de fatos atípicos dificultou e impediu, até o momento, a identificação dos dois sujeitos envolvidos em um confronto com a Companhia de Policiamento Especializado (CPE) na manhã desta quarta-feira (09).

É que, após fugirem da abordagem policial na GO-330 rumo a Silvânia, eles deram início a uma verdadeira perseguição de alta velocidade, que terminou com um morto, um foragido e um carro em chamas.

A reportagem do Portal 6 apurou que a dupla abandonou o veículo, um Volkswagen Voyage da cor prata, após uma frenada busca em cima de uma vegetação seca na beira da rodovia.

PublicidadePublicidade

Isso fez com que o automóvel começasse a pegar fogo em meio à ocorrência e destruísse todos os documentos que poderiam servir como fontes de identificação.

A informação foi confirmada ao Portal 6 pelo comandante da CPE, major Leonardo, e também pelo condutor da ocorrência, tenente Valdemar.

Por isso, sustentam os oficiais, o homem que tentou trocar tiros com a guarnição e faleceu no local segue sem identificação, assim como o parceiro dele, que conseguiu fugir pela mata.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade