PublicidadePublicidade

Com promessa de orgia, adolescente de Anápolis atraiu homem para matá-lo

Vítima morava com os pais em Jaranápolis, um distrito de Pirenópolis, e havia recebido uma razoável quantia em dinheiro havia pouco tempo

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução)

Um dos homicídios mais bárbaros registrados em Anápolis em 2020 foi, enfim, elucidado pela Polícia Civil.

Ocorreu no dia 27 de fevereiro e teve como vítima Leandro dos Santos Andrade, de 35 anos. No dia do crime, chamou muito a atenção dos investigadores os requintes de crueldade no crime.

Encontrado morto próximo a uma região erma do município, mais conhecida como ‘pedreira’, ele teve a cabeça e corpo mutilado.

PublicidadePublicidade

“Os pertences pessoais da vítima, como documentos, aparelho de telefonia celular, cartões bancários e o veículo foram levados pelos autores”, informou o Grupo de Investigação de Homicídios (GIH), comandado pelo delegado Vander Coelho.

Tudo indica que o crime foi intelectualmente orquestrado por uma menor de idade, que teria atraído o rapaz para uma emboscada ao convidá-lo para algo ‘tentador’.

“A equipe do GIH tomou conhecimento de que Leandro havia sido atraído para a cidade de Anápolis por uma menor, que era sua amiga, sob o pretexto de participar de uma orgia com algumas garotas”, informou a Polícia Civil.

A vítima morava com os pais em Jaranápolis, um distrito de Pirenópolis, e havia recebido uma razoável quantia em dinheiro havia pouco tempo.

“Ao chegar no local do encontro, a vítima foi surpreendida pela presença de dois indivíduos, que foram chamados por esta menor para participarem do crime, e estes amarraram a vítima e o agrediram com pedaços de pau e de concreto.  Em seguida, o colocaram em seu próprio carro e se dirigiram até o local em que o corpo foi descartado”, detalha.

Todos os envolvidos no crime, que está sendo enquadrado como latrocínio (roubo seguido de morte), já foram identificados e indiciados.

“A Polícia Civil representou pela prisão dos autores e apreensão da garota que teria atraído a vítima para o local do crime. Foram cumpridas as ordens judiciais de prisão contra um dos autores e de apreensão contra a menor”, emenda.

Porém, um deles ainda segue foragido. Trata-se de Emerson Marengo Lobo, cuja foto foi disponibilizada pelo GIH a fim de que a população ajude a localizá-lo.

“O Grupo de Investigação de Homicídios de Anápolis solicita apoio da sociedade na localização de Emerson, autor deste crime bárbaro. Qualquer informação pode ser encaminhada a esta unidade através do número 62-98595-7399 ou através do número 197”, pede o delegado.

Divulgação/ PCGO

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade