PublicidadePublicidade

É muito triste a situação em que bebê recém-nascido está vivendo com mãe em Anápolis

Da Redação Da Redação -
img29
(Foto: Divulgação/ PMGO)

Uma abordagem da Polícia Militar (PM), por atitude suspeita, acabou rendendo uma prisão em flagrante, uma descoberta absurda e até mesmo uma visita do Conselho Tutelar em Anápolis.

O desdobramento teve início no fim da noite desta terça-feira (10), na Praça Dom Emanuel, localizada no Jundiaí, bairro da região Central da cidade, quando uma viatura da PM abordou três jovens que agiam de maneira estranha.

Um deles, de 25 anos, carregava porções de drogas e quase R$ 300 em espécie. Outra, de 19 anos, carregava um recém-nascido nos braços, o qual ela disse ter apenas 14 dias de vida.

PublicidadePublicidade

O rapaz em posse das drogas informou ainda que havia escondido diversas outras porções de entorpecentes em um cômodo da casa da moça, sem que ela soubesse.

Chegando lá, a equipe acabou descobrindo muito mais que maconha. Isso porque, em pouco tempo no local, puderem detectar as terríveis condições de higiene e saúde que a residência apresentava.

Outro agravante foi o fato da negligência sanitária ser recorrente, já que policiais militares já haviam repreendido a garota apenas uma semana antes, quando estava fazendo uso de drogas com a posse da criança, que tinha sete dias de vida na época.

Diante de todos esses fatos, a equipe encaminhou os três jovens à Central de Flagrantes da Polícia Civil.

Lá, o rapaz foi preso em flagrante por tráfico de drogas, o Conselho Tutelar foi acionado para averiguar a situação da jovem mãe e a terceira testemunha foi liberada após prestar depoimento.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade