PublicidadePublicidade

Grávida aproveita sono do marido, chama a polícia e agora ele está na cadeia

Além do cárcere privado, mulher sofria espancamentos diários em casa

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução)

A Polícia Militar (PM) foi acionada para atender uma grave denúncia na noite desta segunda-feira (16) no Residencial Dom Emanuel, bairro da região Norte de Anápolis.

É que uma grávida, de 44 anos, discou 190 em busca de ajuda após ter sido esmurrada e estrangulada pelo marido, de 32 anos.

Segundo ela, as agressões são recorrentes e acontecem de forma diária. A gestante também disse ter sido ameaçada de morte pelo companheiro, caso procurasse a polícia.

A denúncia só foi possível porque, depois da violência, que deixou diversas marcas no corpo da mulher, o homem resolveu tirar um cochilo no quarto do casal.

Neste momento, a vítima acionou as autoridades e informou o ocorrido, mencionando também as ameaças e a situação de cárcere privado na qual estava sendo submetida, sem a oportunidade de sequer deixar a casa.

A PM rapidamente se dirigiu até o local, onde encontrou o suspeito ainda dormindo tranquilamente. Lá mesmo, a guarnição realizou a prisão em flagrante, encaminhando as partes até a Central de Flagrantes.

Já na delegacia da Polícia Civil, o marido foi autuado pelos crimes de lesão corporal dolosa e também por ameaça e, agora, responderá por eles no Centro de Inserção Social Monsenhor Luiz Ilc, a cadeia pública de Anápolis.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade