PublicidadePublicidade

Garotinha de oito anos morre após encostar em decoração de Natal

Ela estava passeando quando tudo aconteceu. Prefeitura já se manifestou sobre o caso nas redes sociais

Rafaella Soares Rafaella Soares -

Uma criança de oito anos morreu na noite desta sexta-feira (27), após receber uma descarga elétrica, na praça Mestre Orlando, em Caldas Novas, município a 219 km de Anápolis.

A garotinha estava passeando e a fatalidade ocorreu assim que ela encostou em um poste de energia que faz parte da decoração de Natal.

Informações preliminares dão conta de que a menina chegou a ser socorrida, mas o choque tão forte que ela não resistiu.

Na manhã deste sábado, a Prefeitura de Caldas Novas utilizou as redes sociais para divulgar uma nota lamentando o caso e afirmando que está á disposição para ajudar nas investigações da Polícia Civil.

A Administração Municipal também alega na nota que o trabalho de decoração de natal é feita por profissionais e que o que aconteceu foi uma tragédia.

Veja a nota na íntegra

A Prefeitura de Caldas Novas, através da Secretaria de Turismo, vem a público manifestar seu profundo pesar pela fatalidade ocorrida na última sexta-feira (27), na Praça Mestre Orlando. Uma criança, moradora do município, veio a óbito após encostar em um poste de energia, que faz parte da decoração natalina, deste ano. Apresentamos aqui as condolências aos familiares da criança.

Salientamos que a equipe de montagem do local, são profissionais capacitados, que realizam esse trabalho há 10 anos.

De todo modo, as investigações já começaram a ser feitas pela Polícia Civil e a Polícia Técnico Científica, com todo suporte da Prefeitura Municipal, que se coloca a disposição para ajudar no que for preciso. Aguardamos o resultado das investigações.

O momento agora é de solidariedade aos familiares, a essa dor que estão vivendo. Nossos sentimentos a todos.

Destacamos que o objetivo da decoração natalina é embelezar a cidade e promover mais um cartão postal para moradores e turistas. Entretanto, lamentamos a tragédia ocorrida.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade