PublicidadePublicidade

“Pra que serve a Justiça?”, questiona mãe após idoso que matou estudante ser solto

"Eu peço pelo amor de Deus, me ajudem”, disse aos prantos em vídeo gravado horas após saber da sentença

Rafaella Soares Rafaella Soares -

Weslania Silva usou as redes sociais na noite desta segunda-feira (21) para pedir justiça. Em vídeo, ela contesta a decisão da juíza Laryssa de Moraes Camargos de conceder liberdade ao motorista que atropelou e matou o filho dela, Dielinton Haryell Silva Roque, de 16 anos, na última sexta-feira (18).

Desesperada e aos prantos, a mulher afirma que tem fé e não ficará calada enquanto Ascânio Dias da Cunha, de 79 anos, não volte para a cadeia.

“Eu exijo a justiça pelo meu filho. Meu filho morreu. Para que serve a Justiça no Brasil? Prende um dia e solta no outro. Como fica eu? Ele está lá com o filho dele, com o neto dele. E será que foi ele mesmo que matou, até chegar ao ponto de ir no ato em que ele fez de matar meu filho e ver a cena, o sofrimento da família? Eu não aceito”, disse.

PublicidadePublicidade

“Vocês têm filho? Sabem a dor da mãe de perder um filho por imprudência? A senhora juíza tem filho? [Sabe] a dor de saber que tem um assassino na rua? É a dor de uma mãe que nunca mais vai ser seu filho”, acrescentou.

A genitora de Dielinton também pediu ajuda para fazer alguma manifestação para fechar o trecho em que o atropelamento aconteceu.

“Nunca mais meu filho vai pedir uma pizza pra mim. Eu exijo que ele volte pra cadeia e pague pelo que fez. Tenho fé que ele vai pra cadeia. Eu peço pelo amor de Deus, me ajudem. Vamos colocar esse assassino na cadeia, que teve capacidade de matar e ver meu filho morto ainda”.

[jnews_block_3 first_title=”Navegue pelo assunto” include_post=”137053″]

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade