PublicidadePublicidade

Dois homens são presos e 11 aeronaves são apreendidas durante mega operação em Anápolis

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) divulgou nesta quinta-feira (14) que dois suspeitos de integrarem uma quadrilha que atuava no tráfico internacional de drogas foram presos em Anápolis.

Quem conduziu as diligências foi a Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC), que identificou que o grupo aliciava pilotos para a realização de voos com o propósito de buscar entorpecentes em países vizinhos, principalmente na Bolívia.

Segundo a SSP, o Grupo Antissequestro (GAS) da especializada começou a atuar no caso após o desaparecimento de três pilotos em 2018. Logo em seguida, os investigadores descobriram que eles eram ligados à organização criminosa.

PublicidadePublicidade

Batizada de Voo Cego, a mega operação foi acompanhada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e mandados de busca e apreensão foram cumpridos no aeroporto de Anápolis.

A DEIC contabilizou e apreendeu no local um total de sete aeronaves suspeitas de serem utilizadas pelo grupo criminoso.

Já em um outro ponto da cidade, que não teve a localização revelada, foi encontrado um hangar clandestino mantido pela quadrilha para abrigar mais quatro aeronaves, que estavam reformadas e preparadas para as atividades ilícitas.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade