PublicidadePublicidade

Enfim, está preso o homem que matou a própria diarista em casa

Da Redação Da Redação -

Já está preso e à disposição da Justiça o homem de 45 anos apontado como suspeito da morte da diarista Denise Alves Fernandes, de 54 anos, em Aparecida de Goiânia.

Ele foi encontrado pela Polícia Civil na quarta-feira (27) e estava há vários dias se escondendo em uma empresa de reciclagem.

O crime aconteceu no último 07 de janeiro, quando a vítima teria visto o patrão agredir a esposa e tentado intervir para que parasse.

PublicidadePublicidade

De acordo com a Polícia Civil, a ação causou grande fúria no homem, que começou a espancar a diarista com socos e chutes. Ela foi atingida no rosto e ficou com múltiplas lesões.

Denise chegou a ser encaminhada ao Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (HUAPA), mas faleceu em decorrência de um traumatismo cranioencefálico (TCE).

O suspeito foi indiciado por homicídio qualificado em circunstância que impossibilitou a defesa da vítima e motivo fútil. A pena pode chegar a até 30 anos de reclusão.

Ele já havia sido condenado em 2007 por homicídio doloso e ainda responde por violência doméstica contra a irmã, desde 2018, e contra a própria mãe, desde 2020. Ambas possuem medidas protetivas.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade