PublicidadePublicidade

“Mais do que nunca precisamos que a população se conscientize”, alerta Roberto

Denilson Boaventura Denilson Boaventura -
PublicidadePublicidade

Mais dez leitos exclusivos de UTI na Santa Casa e a reabertura da Unidade de Saúde do Leblon como centro de internação foram as soluções encontradas pelo prefeito Roberto Naves (PP) para segurar a adoção de um lockdown em Anápolis.

Com as medidas anunciadas neste sábado (27), a cidade passa a ter 60 leitos de UTI e 87 de enfermaria. Neste panorama, a ocupação na rede municipal de saúde passa a ficar em torno de 70% – o que faz com a matriz de risco permaneça no nível moderado.

“Mas é preciso deixar bem claro que, estamos em uma situação crítica devido às novas variantes da doença e mais do que nunca precisamos que a população se conscientize sobre os protocolos de segurança”, alertou Roberto que de ontem (26) para hoje chegou a se reunir três vezes com técnicos da saúde.

PublicidadePublicidade

O prefeito, no entanto, deixou claro que se que na quinta-feira (04), dia de avaliação da matriz de risco, o cenário epidemiológico em Anápolis não melhorar e a ocupação ultrapassar os 90% – como chegou ocorrer neste final de semana – medidas mais rígidas serão tomadas.

“Estamos fazendo o possível para não deixar a nossa população sem atendimento e nem desestabilizar a atividade econômica, mas não podemos conter o avanço da doença se não houver a colaboração de todos”, avisou.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade