PublicidadePublicidade

Polícia Civil de Jaraguá vai investigar morte do menino Miguel

Avatar Danilo Boaventura -
PublicidadePublicidade

O afogamento seguido de morte de Miguel Alves, de 04 anos, filho do cardiologista Napoleão Alves da Costa, será investigado pela Delegacia de Jaraguá.

A informação é da Divisão de Comunicação e Cerimonial da Polícia Civil de Goiás, em resposta à solicitação de nota feita pela Seção Rápidas, no final da manhã desta quarta-feira (03).

Como antecipado pelo Portal 6, a família não registrou o caso no órgão.Também não há registro do afogamento no Sistema de Segurança Pública.

PublicidadePublicidade

Após a publicação, uma advogada que se apresentou como defensora do cardiologista anapolino enviou à redação uma “nota de repúdio e esclarecimento” atacando a reportagem e garantindo que “há registros no Corpo de Bombeiros, SAMU e nas demais autoridades competentes”. Mas não é verdade.

Causou incômodo à família o fato de uma foto com os pais e a criança ter sido veiculado na publicação. Ela foi usada porque estava em modo público nas redes sociais da mãe.

Nota da Divisão de Comunicacão e Cerimonial da Polícia Civil de Goiás

A Polícia Civil de Goiás informa que tomou conhecimento do fato, que será investigado pela Delegacia de Polícia (DP) de Jaraguá. O pai já foi identificado e deve ser intimado para prestar declarações no momento oportuno.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade