PublicidadePublicidade

Relembre a trajetória de Divininho do Sindicato, vereador de Anápolis vítima da Covid-19

Avatar Rafaella Soares -
PublicidadePublicidade

Divino Cavalheiro Leite, conhecido entre os anapolinos como o Divininho do Sindicato, será sepultado ainda nesta quarta-feira (10), em Itaguari, município que está localizado a 99km de Anápolis.

A expectativa é de que alguns colegas da política e de sindicato façam um cortejo até a cidade. No entanto, todos os detalhes envolvendo a liberação do corpo para o enterro ainda estão sendo resolvidos pela família.

Divininho foi diagnosticado com Covid-19 no final do mês de fevereiro e, após um agravamento do quadro clínico, precisou ser levado para o Centro de Internação Norma Pizzari.

PublicidadePublicidade

Nesta terça (09), o parlamentar teve de ser intubado, mas a situação já era extremamente crítica e ele não resistiu às complicações da doença.

Trajetória

Nascido em Taquaral, Divininho do Sindicato perdeu os pais ainda criança e foi criado por uma tia na cidade de Itaguari. Se mudou para Anápolis aos 17 anos e começou a trabalhar como garçom.

Aos 19, se casou com Selma Pires de Oliveira Leite, com quem permaneceu unido maritalmente até o final da vida, e teve com ela três filhos: Isadora, Felipe e Priscila.

Foi contratado pela CAOA em 2008 e em 2013 foi eleito para integrar a diretoria do Sindicato dos Metalúrgicos de Anápolis (SindMetana). Nesta altura, passou a lutar para que a classe tivesse melhores condições de trabalho.

Tentou ser vereador pela primeira vez em 2016 e recebeu 1.274 votos, mas ficou como suplente. Já em 2020, foi eleito pelo Solidariedade com 2.270 votos.

Atualmente, também estava à frente do SindMetana, posição que assumiu depois que Reginaldo Faria, o então presidente, também faleceu vítima da Covid-19, no último mês de setembro.

Entrevista no Portal 6

Logo após o término do primeiro turno, o Portal 6 realizou uma série de entrevistas com os vereadores que renovariam a Câmara Municipal. Divininho do Sindicato esteve na redação no dia 26 de novembro.

Durante a conversa, ele prometeu que, assim que tomasse posse, começaria a brigar por um restaurante popular no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA).

“Nem todas as empresas que estão lá conseguem dar um vale-alimentação pros seus funcionários. Muitos precisam levar marmita pro trabalho, com a sobra da janta de casa. Precisamos mudar isso”, afirmou.

Divininho também disse que desenvolveria um projeto de capacitação para que jovens pudessem arrumar empregos, além de pensar em propostas para ajudar instituições carentes da cidade que não contam com apoio público e, por isso, enfrentam dificuldades.

Na conversa, o vereador também se mostrou favorável à instauração de uma CPI para investigar a polêmica construção do prédio da Câmara Municipal.

“Se eu fosse vereador da época, eu teria vergonha de sair na rua”, disse.

[jnews_block_3 first_title=”Navegue pelo assunto” include_post=”145841″]

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade