PublicidadePublicidade

Loba do Tinder é presa após extorquir homens e mulheres seduzidos no aplicativo

Avatar Gabriella Licia -
PublicidadePublicidade

Uma mulher de 31 anos foi presa pela segunda vez na última quarta-feira (10) por aplicar mais de cem golpes em usuários de aplicativos de relacionamento. Conhecida como “Loba do Tinder”, a estelionatária conseguiu seduzir diversas pessoas, inclusive um policial federal.

Moradora de Campinas, interior de São Paulo, Patrícia Coutinho Pereira é procurada desde 2017 por se envolver com pessoas virtualmente e depois as extorquir com ameaças.

Em depoimentos à Polícia Civil paulista, as vítimas contaram que a “Loba do Tinder” era calculista na hora de escolher as vítimas. Ela pesquisava sobre os pontos fracos de cada pessoa e descobria informações sobre os familiares para facilitar no momento das chantagens.

PublicidadePublicidade

Um dos truques consistia em marcar um encontro, registrar o momento e ameaçar a vítima com as provas da relação extraconjugal.

A investigação também aponta que Patrícia teria várias identidades e se utilizava delas com os novos contatos.

Para alguns ela contava que a avó teria morrido e que precisava de dinheiro para viagem. Para outros dizia ser empresária do ramo da estética e que estaria bastante endividada, solicitando ajuda financeira.

A suposta estelionatária também se envolvia tanto com homens e mulheres.

Presa em Brasília no ano de 2018 pelo mesmo crime, além de ameaça e difamação, ela poderá ser pegar até cinco anos de reclusão caso seja condenada.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade