PublicidadePublicidade

Advogado apontado como agressor de idosa de 79 anos em Anápolis não está preso

Filho dela, que também teria cometido a violência, foi igualmente liberado

Da Redação Da Redação -
(Foto: Jonathan Cavalcante)

A idosa de 79 anos, resgatada pela Polícia Militar, na noite desta quarta-feira (28), após ser agredida pelo marido e filho, foi acolhida por familiares e está em segurança.

Os dois principais suspeitos, porém, não tiveram o auto de prisão lavrado na Central de Flagrantes pelo delegado plantonista devido à “necessidade de esclarecimentos dos fatos”.

O Portal 6 apurou que o marido da idosa, identificado como Oliveiras Souza Macedo, de 78 anos, é um advogado licenciado. Ou seja, tem formação em Direito e inscrição na OAB, mas não possui atualmente a autorização para atuar na área.

PublicidadePublicidade

Tanto ele quanto o filho negaram qualquer agressão contra a vítima. Disseram, inclusive, que ela tem transtornos psicológicos.

Já a idosa afirma que todos os três filhos estão cientes da violências do marido e são coniventes com a situação.

Em tempo

Policiais miliares e o advogado da idosa tiveram de se deslocar até a fazenda em que ela morava com o marido, na zona rural de Anápolis, por volta de 20h30, após receberem pedidos desesperados de socorro.

No local, ela foi encontrada muito nervosa, com lesões nos braços e a roupa ensanguentada.

A vítima afirma que o marido e o filho a agrediram depois que ela disse que um rapaz, que estava fazendo um trabalho na residência, poderia ir embora para descansar.

Depois que todos os envolvidos foram levados para a delegacia, Oliveiras ainda teria dado um chute no advogado da esposa, que também registrou um boletim de ocorrência por lesão corporal dolosa.

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade