PublicidadePublicidade

Os detalhes da operação da CPE que encerrou festa com menores em Campo Limpo

Conselho Tutelar avisou à Polícia Militar que no local havia prostituição e consumo de entorpecentes

Da Redação Da Redação -
(Foto: Divulgação/ CPE)

Ficou para a Polícia Civil de Anápolis a responsabilidade de lidar com uma séria ocorrência do município de Campo Limpo de Goiás, localizado a pouco mais de 15 km.

Graças à uma denúncia do Conselho Tutelar local, a Companhia de Policiamento Especializado (CPE) de Anápolis foi capaz de impedir a continuação de uma festa ilegal na noite de sexta-feira (28).

No local, havia uma aglomeração de adolescentes e menores de idade que se envolviam em consumo exagerado de bebidas alcóolicas, jogos de aposta e até mesmo prostituição.

PublicidadePublicidade

Nenhum dos jovens estava acompanhado dos pais ou responsáveis, e a corporação chegou a localizar garotas de apenas 13 anos, além de diversos outros participantes com passagens pela polícia.

Os proprietários da residência foram identificados como dois jovens, de 20 e 21 anos.

Eles foram levados até a Central de Flagrantes da Polícia Civil, em Anápolis, e autuados com base no art.243 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), por vender, fornecer ou ministrar produtos que causam dependência à menores de idade.

Já os adolescentes presentes na aglomeração foram deixados sob os cuidados do Conselho Tutelar.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade