PublicidadePublicidade

Ministério Público entra em ação para barrar a Copa América em Goiás

Órgão lembra que a ocupação de leitos no Estado está em alta e que decretos proíbem aglomeração

Da Redação Da Redação -
Estádio Olímpico de Goiânia. (Foto: Divulgação)

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) informou nesta quinta-feira (03) que expediu recomendação ao Estado de Goiás para que adote medidas contrárias ao recebimento de eventos relacionados à Copa América.

A recomendação ministerial se embasa em deliberação do Centro de Operações Emergenciais (COE) em Saúde Pública de Goiás para Enfrentamento ao Coronavírus, que se posicionou, em reunião realizada na quarta-feira (02), unanimemente contrário à realização da competição no Estado.

Recomendação no mesmo sentido foi enviada ao Município de Goiânia na terça-feira (1º). O Conselho Estadual de Saúde emitiu nota de repúdio à realização da competição.

PublicidadePublicidade

O documento foi endereçado ao governador Ronaldo Caiado (DEM) e ao secretário de Estado da Saúde, Ismael Alexandrino.

Na recomendação, o MP cita a alta taxa de ocupação dos leitos de UTI e enfermaria nos hospitais estaduais, municipais e privados de Goiânia destinados a tratar casos de Covid-19.

Mencionam ainda os decretos municipais da capital, que restringem inúmeras atividades comerciais com o objetivo de evitar aglomerações.

Segundo o MP-GO, foi fixado prazo de cinco dias para que o Estado informe sobre as providências adotadas.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade