PublicidadePublicidade

Força-tarefa fecha o cerco contra o serial killer Lázaro Barbosa

Mais de 200 agentes das polícias de Goiás, Brasília, Polícia Federal e Rodoviária Federal estão mobilizados na ação

Da Redação Da Redação -
(Foto: Reprodução)

A busca pelo serial killer Lázaro Barbosa, de 32 anos, continua. Na madrugada desta quinta-feira (17), a força-tarefa conta com apoio de helicópteros e policiais com equipamentos de visão noturna.

A perseguição, que caminha para completar nove dias, envolve mais de 200 agentes das polícias de Goiás, Brasília, Polícia Federal e Rodoviária Federal.

Eles seguem à procura do homem, suspeito de cometer um quádruplo latrocínio em Ceilândia (DF) nas proximidades  de Cocalzinho de Goiás.

PublicidadePublicidade

Chegou a circular que ele havia sido morto em um confronto, mas a Secretaria de Segurança Pública de Goiás não confirma a informação.

De acordo com o titular da pasta, Rodney Miranda, Lázaro foi avistado por um morador da região nesta quarta (16).

Rodney Miranda disse que, na terça, a polícia ficou próxima de capturar o suspeito, mas optou por proteger a família que foi feita refém.

Na segunda-feira, o suspeito teria trocado tiros com um caseiro também na região de Cocalzinho de Goiás.

Lázaro Barbosa ainda é investigado por atirar e ferir três pessoas no último sábado, nessa mesma região onde se concentram as buscas.

Na ação, um policial militar foi atingido e levado para o Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (HUANA), mas já recebeu alta do hospital e passa bem.

Existem três ordens de prisão contra Lázaro Barbosa, uma na Bahia e outras duas no Distrito Federal. Ele estava preso em Águas Lindas de Goiás, mas conseguiu fugir em 2018.

*Com Agência Brasil e Folhapress

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade