PublicidadePublicidade

Essa é a nova data máxima para alistamento militar obrigatório neste ano

Antes da crise da Covid-19, esse alistamento deveria ser feito nos seis primeiros meses do ano em que a pessoa chega à maioridade

Folhapress Folhapress -
Exército brasileiro (Foto: Divulgação)

Ricardo Della Colletta, do DF – O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prorrogou até 31 de agosto o prazo para apresentação obrigatória do alistamento militar.

Antes da crise da Covid-19, esse alistamento deveria ser feito nos seis primeiros meses do ano em que a pessoa chega à maioridade.

“A medida é necessária, considerando que, em função da pandemia da Covid-19, vários municípios seguem com suspensão de atendimento ao público nas Juntas de Serviço Militar. Essa suspensão acaba dificultando o alistamento de diversos jovens carentes que não possuem acesso à plataforma digital”, diz nota divulgada pelo Palácio do Planalto.

PublicidadePublicidade

O decreto também muda o prazo de apresentação de documentos para o alistamento de brasileiros naturalizados. A partir de agora, passa a ser de 60 dias.

Antes, eles tinham que se apresentar em 30 dias a partir do momento em que recebem o certificado de naturalização.

Medida semelhante também foi adotada em 2020, em razão da Covid.

Pela lei brasileira, mulheres estão isentas da prestação do serviço militar em tempos de paz, mas podem se alistar de forma voluntária.

PublicidadePublicidade

Você tem WhatsApp ou Telegram? É só entrar em um dos grupos do Portal 6 para receber, em primeira mão, nossas principais notícias e reportagens. Basta clicar aqui e escolher.

PublicidadePublicidade